Como ajudar os pequenos a superar a frustração da derrota?

por | jul 19, 2018 | 6 Comentários

O importante é competir e aprender!

A competitividade é algo natural entre os pequenos a partir de 3 anos e, até certa medida, é saudável, sendo muito mais do que simplesmente perder ou ganhar. Em uma disputa, muitas outras coisas estão em jogo, como novas habilidades a serem aprendidas, o exercício da memória, do raciocínio e da criatividade, além de deliciosos momentos em família e uma ótima oportunidade para conquistar novos amigos. Mas como superar a frustração de quando perdemos? 

Meu filho não sabe perder!

É comum associar a derrota a um sentimento de fracasso, no entanto, ensinar o filho a perder é essencial para sua formação e o seu desenvolvimento emocional. Quando os pequenos não têm a oportunidade de sofrer uma derrota – seja em um jogo com os amigos, uma competição na escola ou até mesmo a derrota do time do coração – eles perdem a chance de aprender a lidar com as frustrações e altos e baixos da vida. Afinal, a perda está presente em diversos momentos – desde uma prova na escola, um emprego, até uma pessoa querida. Perder é inevitável e aprender a lidar com isso colabora para a nossa formação e desenvolvimento emocional, nos tornando mais resilientes. O importante é ensinar aos pequenos que alguns dias são melhores do que outros e que, mais do que a competição, a cooperação e o aprendizado são muito importantes!

5 dicas para ajudar o seu pequeno a superar a frustração da perda

Reunimos aqui algumas dicas para ajudar pais e mães a ensinar os pequenos a lidar com a frustração da perda. Confira:

1. Explique ao seu pequeno que se sentir frustrado é algo normal e que nos torna mais fortes e resilientes.

2. Se o pequeno chorar, acolha, abrace e converse sobre o assunto.

3. Evite desviar a atenção do ocorrido para outros assuntos. Ao invés disso, aproveite a oportunidade para conversar sobre isso.

4. Uma outra dica é contar histórias de superação para que seu pequeno entenda o ciclo do esporte e da vida, afinal, a alternância entre ganhar e perder é natural.

5. Também é importante que a família como um todo controle a frustração neste momento. Claro que todo mundo fica chateado quando perde algo, mas como nós, adultos, conseguimos lidar com isso melhor podemos ajudar os pequenos!

Leia também:

Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Relacionados
4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

6 Comentários

  1. Avatar

    Parabéns pela linda matéria!
    Recentemente muitos pequenos passaram por uma grande decepção com a Copa do Mundo.
    Fantástico!
    Parabéns Ana Clara pelas palavras e dicas!

    Responder
  2. Avatar

    Parabéns pela matéria!!
    Sempre conversei com minhas filhas sobre superação e vencer os obstáculos que surgem sempre em nossas vidas.Porém agora com meu neto como eu tento proteger é muito engraçado e muito amor envolvido.
    Parabéns Ana Clara Oliveira vou aproveitar as dicas!!

    Responder
  3. Avatar

    Posts assim são ótimos para ajudar os pais. Adquiri o Leiturinha por um mês, fiquei apaixonada,mas infelizmente não pude continuar, mas fiz um post no meu blog para divulgar para mais pessoas essa maravilha. 🙂

    Responder
  4. Avatar

    Aprendemos mais com as derrotas que com as vitórias. Nas derrotas sempre temos uma experiência a acrescentar.

    Responder
  5. Avatar

    Parabéns pela matéria, me ajudou muito!Preciso saber como lidar, explicar, fazê-lo entender que assumir culpas, que errar é humano e faz parte.Me parece que ele é muito perfeccionista e quer sempre acertar, então nunca assume a culpa de nada, sempre foi o outro, to tentando resolver mas tá difícil. Ele tem 9 anos se chama Murilo.Grata!

    Responder
  6. Avatar

    Excelente iniciativa ! Bora formar uma sociedade mais estruturasa lsicologicamente e de boa personalidade !!!!

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *