A leitura para as crianças representa ganhos e benefícios imensuráveis. Além do momento de afeto, do sentimento de aconchego e segurança que a leitura mediada proporciona, ela também faz a apresentação do universo das letras aos pequenos. Usar o livro infantil para brincar e apresentar as letras, seus fonemas e seus sons não deve ter como objetivo final a alfabetização precoce. 

Apresentar as letras e os números aos pequenos sem a pretensão da alfabetização é possível e necessário

Ao apresentar as letras de uma forma lúdica, por meio de brincadeiras visuais e sonoras, os pequenos têm a oportunidade de se familiarizar com elas aos poucos. Este estímulo certamente é um diferencial para quando chegar o momento da alfabetização formal. Mas muito mais que isso, é uma forma de gerar encantamento por este universo!

AEIOU-UOIEA: um livro infantil para brincar com as letras!

Pensando nisso, AEIOU UOIEA, o novo Original Leiturinha, foi preparado especialmente para apresentar as letras e seus sons aos pequenos durante a primeira infância. Neste livro, os pequenos irão conhecer muitos animais da fauna brasileira. Isso enquanto conhecem o  AEIOU de uma forma diferente – de frente para trás, de trás para frente! 

Escrito por Silvana Salerno e ilustrado por André Flauzino, o livro é uma proposta de brincadeira com as letras e seus formatos. É possível sentir o contorno sutil das letras para que os pequenos exercitem a memória e a motricidade. Além disso, uma luva interativa acompanha o livro com proposta de brincadeiras através de um estêncil com o alfabeto e outro, com números.

A seguir, com a palavra, a autora!

Silvana Salerno nos contou com detalhes como ela concebeu o livro. Contou sobre sua paixão pela natureza, como isso influenciou sua escrita e muito mais:

“Desde a infância sou apaixonada pela natureza e pela cultura brasileira. O maior prêmio para mim foi um livro sobre a Amazônia, que ganhei de uma professora no quarto ano. Carrego esse encanto comigo até hoje, e ele é tão forte que sinto necessidade de compartilhá-lo com todas as crianças, contando um pouco da nossa riqueza natural e cultural.

Por que escolhi a natureza no AEIOU-UOIEA e não outro tema?

Porque a natureza é o primeiro interesse de qualquer criança. Quando eu saía a pé com meus filhos, logo que eles começaram a andar, o passeio crescia de uma forma inaudita. Andar um quarteirão era como dar a volta ao mundo, pois, literalmente, cada passo era uma descoberta, e cada descoberta levava a uma longa investigação que conduzia a novas descobertas.

Assim, com uma formiguinha que saía do canteiro do prédio e ao segui-la descobriam que havia um caminho de formiguinhas, muito bem disfarçado, que só uma criança poderia enxergar. Depois, cada folhinha de cada canteiro e as diferenças entre elas, as flores e as borboletas, os passarinhos nas árvores, as aranhinhas, as pombas perto da padaria, as moscas, abelhas e vespas, os cachorros e muito mais.

Como o ditado diz, a natureza ensina, e com o privilégio que temos de possuir uma natureza única, pela riqueza e diversidade, como não desfrutá-la e respeitá-la? Quando comecei a escrever este AEIOU quis fazer algo diferente, então introduzi o UOIEA, como uma criança faria. Também inseri alguns desafios a mais para os pequenos. Além das vogais, entraram os algarismos e com eles a contagem, unindo a Matemática à Linguagem, à Ciência e à Literatura.”

Para receber livros incríveis como esse e incentivar a leitura em sua casa desde cedo, faça parte do Clube Leiturinha!

Profile photo of Sarah Helena

Mãe da Cecília, formada em Psicologia, especialista em Filosofia e Mestranda em Educação Profissional e Tecnológica. Sempre trabalhou com famílias, especialmente com os pequenos. Por esse amor ao universo afetivo infantil, hoje, na Leiturinha, ela colabora fortalecendo o vínculo das famílias leitoras através da experiência da literatura.