Por uma infância livre de excessos: Você sobrecarrega a rotina do seu filho?

por | fev 2, 2018 | 0 Comentários

O estímulo é fundamental para o desenvolvimento dos pequenos e todos nós sabemos disso. Por este motivo, nos vemos sempre preocupados em oferecer a melhor educação, atividades extracurriculares e uma série de incentivos no seu aprendizado. Mas nós estamos permitindo que nossos pequenos tenham tempo para serem, de fato, crianças? Na Palavra da Curadoria  de hoje, selecionamos um assunto e uma dica de leitura que vão trazer discussões sobre como evitar os excessos na infância que roubam a possibilidade de brincar livremente!

Os excessos na infância

Estruturar uma agenda muito lotada para seu pequeno, pode acabar gerando um estresse e ansiedade, tornando algo negativo para seu desenvolvimento. O tempo livre é de extrema importância para garantir o acomodamento de todas as informações que as crianças recebem em um único dia. Também é muito importante se atentar à filtragem de informações, pois descarregá-las excessivamente sobre a criança pode ser prejudicial. Portanto, é fundamental que exista uma curadoria prévia dessas informações, tanto provenientes das mídias em geral, quanto àquelas presentes em ambientes que a criança frequenta, como a própria escola, parques, cinemas, entres outros lugares.

A adultização precoce

Outro ponto importante quando tratamos dos excessos da infância, é a precocidade de responsabilidades e deveres que são designados sobre o pequeno. Ainda na primeira infância, é comum encontrarmos escolas, pais e educadores extremamente preocupados com a alfabetização prematura da criança. Isso pode gerar estresse tanto para o pequeno, quanto para os pais, que passam a sofrer com a expectativa gerada por essa situação. Segundo a pedagoga e curadora da Leiturinha, Fernanda Veiga, “o ideal é que o processo de alfabetização se inicie por volta do sexto ano de vida, quando o pequeno já está totalmente preparado para assimilar essas informações”. É claro que cada criança tem seu tempo, alguns podem despertar para esse processo mais cedo, outro mais tarde. O importante é observar e respeitar o tempo da criança considerando as possíveis variáveis.

Simplificando a vida: Como equilibrar a rotina das crianças?

É muito importante observar o ritmo do seu pequeno e adequar os horários e atividades ao seu funcionamento. O tempo livre é pertinente e muito benéfico. Por isso, não se preocupe excessivamente em preenchê-lo com atividades variadas. Deixe que seu filho escolha em certos momentos o que quer fazer e, claro, modere isso respeitando as regras já estabelecidas por você.

Confira algumas coisas que podem ser feitas para aliviar os excessos na infância:

  • Garantir que a criança tenha momentos de descanso é muito importante. Moderar as expectativas em relação a metas e planos de desenvolvimento tanto seus, como do pequeno e de seus educadores também é necessário.
  • Dedicar um tempo, mesmo que curto, para estar com seu filho sem qualquer compromisso é benéfico para a saúde mental de toda a família!
  • É preciso estar atento(a) ao tempo gasto em função de estudos e de objetivos traçados pelos adultos para os pequenos.

E lembre-se, seu pequeno tem toda a vida pela frente para realizar tudo o que ele quiser e puder!

Dica Leiturinha:

Imagine só… a Dona Rã queria apenas brincar. Mas com o excesso de responsabilidades que um reinado traz, ela não pode sequer molhar seus pés! Igualzinho as crianças, ela precisa  também de um tempo livre para ser o que realmente é… mas o que ela fará para se livrar de tantas obrigações? Essa é a dica de leitura recomendada pela Equipe de Curadoria da Leiturinha. Confira:

A rainha das Rãs não pode molhar os pés

A rainha das Rãs não pode molhar os pés

Autor: Davide Cali
Ilustrador: Marcelo Somá
Editora: Pulo do Gato

Era uma vez… assim começa este livro, que promete levar os pequenos a uma viagem ao mundo da imaginação, a um lago repleto de alegres rãs! O que faz uma rainha ser rainha? Este livro pode ser também um convite ao pensamento político, de forma lúdica e bem humorada.


Leia mais:

Categorias:
4 - 6 | 7 - 10 | Educação | Família | Idade
Escrito por Caroline Lara
Líder da Equipe de Curadoria da Leiturinha, é formada em Psicologia e mãe do Caetano. Leitora compulsiva, é apaixonada em provocar emoção, despertar a fantasia, entreter e alegrar pequenos através da literatura. Acredita que quanto menor nosso tamanho, maior a criatividade!
Relacionados
Os melhores poemas de Cecília Meireles para crianças

Os melhores poemas de Cecília Meireles para crianças

Ah, as poesias! Leves, doces, simples e encantadoras... Não é à toa que os versos e rimas dos poemas cativam adultos e crianças. Cecília Meireles é uma dessas pessoas que sabem como ninguém dar vida e magia às palavras, em poemas sensíveis e suaves. Apaixonada por...

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Extra, extra! Saiu do forno mais um livro Original Leiturinha para os leitores do clube! E este é um livro tão intrigante. Mas antes de falar sobre ele, espere um instante. Ops! Acho que perdi meu chapéu! Você o viu? Ele se parece com um barco e é feito de papel!  A...

Os melhores poemas de Cecília Meireles para crianças

Os melhores poemas de Cecília Meireles para crianças

Ah, as poesias! Leves, doces, simples e encantadoras... Não é à toa que os versos e rimas dos poemas cativam adultos e crianças. Cecília Meireles é uma dessas pessoas que sabem como ninguém dar vida e magia às palavras, em poemas sensíveis e suaves. Apaixonada por...

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Extra, extra! Saiu do forno mais um livro Original Leiturinha para os leitores do clube! E este é um livro tão intrigante. Mas antes de falar sobre ele, espere um instante. Ops! Acho que perdi meu chapéu! Você o viu? Ele se parece com um barco e é feito de papel!  A...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *