Poemas para alfabetização: a importância das rimas no aprendizado infantil

por | ago 30, 2018 | 6 Comentários

Como as rimas podem contribuir com a alfabetização infantil?

As rimas das poesias, músicas e cantigas encantam crianças e adultos. Cheias de ritmo, sensibilidade e musicalidade, as rimas são perfeitas para apresentar os pequenos à literatura, fortalecer os vínculos familiares e… auxiliar na alfabetização infantil! Isso mesmo, as rimas facilitam o aprendizado, fazendo com que o exercício de ler e escrever poemas seja uma excelente estratégia para alfabetizar os pequenos. Descubra o porquê:

1. As rimas colaboram com o aumento da aquisição de linguagem e desenvolvimento de habilidades de escrita

As rimas são excelentes para ajudar as crianças a desenvolverem habilidades linguísticas iniciais, aumentando a consciência de ortografia e de fonemas – que são essencialmente os sons que compõem as palavras. Além disso, ouvir o texto lido em voz alta colabora para que os pequenos entendam melhor os significados das palavras, levando-os a compreender a linguagem e a Língua Portuguesa de uma maneira geral. Em conjunto, esses fatores tornam o processo de alfabetização mais eficaz, podendo, inclusive, resultar em um maior desempenho acadêmico no futuro.

Com os poemas, por exemplo, que prestam uma atenção especial à pontuação, os pequenos aprendem a se atentar à construção cuidadosa das sentenças e a usar a pontuação com objetivo de obter algum efeito, o que faz mais sentido do que apenas um conjunto de regras a serem seguidas. Assim, as crianças passam a enxergar a gramática como uma escolha retórica, ajudando-as a aplicar as regras da língua de forma eficaz e estilística.  

2. As rimas introduzem os pequenos no mundo da literatura, estimulando o hábito da leitura desde cedo

Assim como outros hábitos, quanto antes o hábito da leitura for desenvolvido, mais fácil de se tornar parte da rotina e da vida dos pequenos, como algo natural e prazeroso. E quem lê, escreve melhor! Com leitura cadenciada, linguagem simples e lúdica, os poemas e textos com rimas são uma ótima maneira de introduzir os pequeninos no mundo da literatura. Vocês podem começar com poemas mais curtinhos e simples e, conforme a criança cresce, apresentar poemas maiores e mais profundos, inclusive, incentivando-a a escrever seus próprios versinhos! Essa é uma ótima maneira de trabalhar a linguagem escrita e também expressar seus sentimentos.

3. Os poemas estimulam o pensamento crítico e a sensibilidade

O poema é um gênero literário que faz muito com muito pouco. Além de toda sua contribuição com o aprendizado e o processo de alfabetização infantil, os poemas possibilitam múltiplas interpretações, fazendo com que os pequenos se engajem em pensamentos críticos e despertando também sua sensibilidade. Assim, os poemas são ferramentas poderosas para ajudar os pequenos (e os adultos também!) a entender a linguagem, desenvolver suas habilidades de fala e escrita e se conectar a eventos culturais ou históricos.

Poemas para alfabetização

Bom, depois de tuuuudo isso, que tal ter um momento em família repleto de poesia? Confira aqui algumas listas de poemas para crianças que, além de contribuir com o processo de alfabetização do seu pequeno, vão encantar vocês:

Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Relacionados
Como ensinar sobre eleições para crianças?

Como ensinar sobre eleições para crianças?

“Criança não tem que se meter em assunto de adulto.” Você já ouviu essa frase? Ou talvez já tenha falado ela? Meu pai sempre esteve no mundo da política. A casa costumava estar sempre cheia de adultos falando sobre política. E quando algum pequeno queria intervir no...

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Quando falamos em depressão pós-parto, é natural associarmos a mulher que acabou de ter o bebê. No entanto, existem muitos casos de depressão pós-parto masculina, que é pouco falada, estudada, diagnosticada e tratada.  O que é a depressão pós-parto masculina? Essa...

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

Toda criança adora uma boa folia, seja brincando, cantando, dançando… E na cozinha então? A folia é mais gostosa ainda. Que tal unir a brincadeira com seu pequeno com a cozinha, ou seja, o útil e o agradável? As tintas comestíveis são extremamente populares entre as...

Como ensinar sobre eleições para crianças?

Como ensinar sobre eleições para crianças?

“Criança não tem que se meter em assunto de adulto.” Você já ouviu essa frase? Ou talvez já tenha falado ela? Meu pai sempre esteve no mundo da política. A casa costumava estar sempre cheia de adultos falando sobre política. E quando algum pequeno queria intervir no...

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Quando falamos em depressão pós-parto, é natural associarmos a mulher que acabou de ter o bebê. No entanto, existem muitos casos de depressão pós-parto masculina, que é pouco falada, estudada, diagnosticada e tratada.  O que é a depressão pós-parto masculina? Essa...

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

Toda criança adora uma boa folia, seja brincando, cantando, dançando… E na cozinha então? A folia é mais gostosa ainda. Que tal unir a brincadeira com seu pequeno com a cozinha, ou seja, o útil e o agradável? As tintas comestíveis são extremamente populares entre as...

A importância de escutar as crianças

A importância de escutar as crianças

Que as crianças se manifestam o tempo todo, nós já sabemos. Porém, este tema se amplia e os olhares se voltam para a maneira e situações em que os adultos se dedicam a ouvir tais manifestações. E acredite, escutar as crianças vai muito além de emprestar os ouvidos....

6 Comentários

  1. Avatar

    Nossa muito interessante , e contribuiu muito para meus estudos na faculdade .
    Obrigada !

    Responder
  2. Avatar

    Boa tarde! Muito interessante , e me ajudou muito no meu planejamento e na faculdade.
    Obrigada!

    Responder
  3. Avatar

    Também sou jornalista e, instintivamente, sempre brinquei de rimar com meu filho (que hj tem 4 anos e ama receber os livros da Leiturinha). Ele tem um ótimo repertório já, e me dizem que é muito por conta desse incentivo desde bebê: de leitura, de canções e de invenções de rima que sempre foram ensinados a ele aqui em casa como uma grande brincadeira. Obrigada pelas listas de poemas e poesias e pelo seu ótimo texto, Ana Clara, dando o embasamento técnico e de conceitos sobre a importância da rima. Que ótimo trabalho vocês têm feito pela educação das nossas crianças!!!!

    Responder
  4. Avatar

    Muito bom! Gosto muito de rimas e tenho um trabalho artístico de declamação de literatura de cordel em eventos. Minha filha tem 7 anos e já foi impactada pelo poder das rimas. Desde os 5 anos ela decora 2 dos cordéis que falo e até já declamou um deles num evento. Como foi explanado acima, o gosto pela literatura tem um impacto muito grande quando estimulado desde a infância. Minha filha sempre me pedia pra ler histórias antes de dormir e hoje ela já lê e produz suas próprias histórias. Precisamos estimular cada vez mais crianças e adolescentes ao habito da leitura, resgatar o interesse usando artifícios como a rima e tudo que for lúdico pois, em tempos de internet e tecnologias o que vemos são jovens cada vez mais alienados e sem conteúdo. Esse não é o futuro que quero pra minha filha nem pro meu país.

    Responder
  5. Avatar

    Eu quero um leiturinha

    Responder
    • Cintia (PlayKids/Leiturinha)

      Vamos adorar receber você em nossa família de leitores, Davi! Acesse: http://www.leiturinha.com.br para conhecer melhor o nosso clube! 😁

      Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *