Amizade entre primos: laço que resiste ao tempo e distância

por | set 23, 2019 | 3 Comentários

Ter um primo é ter um amigo, um irmão e um confidente em uma mesma pessoa.

Quando lembramos dos vínculos importantes na infância, muito falamos sobre a relação entre irmãos. No entanto, há uma outra relação tão importante quanto e que, por vezes, nos esquecemos de citar. É a amizade entre primos! Assim, quem cresceu perto de primos com idades próximas, sabe o quão forte e significativo é este vínculo. Embora primos não sejam presentes diariamente, eles têm lugar especial em nossos corações, revelando-se um laço para toda a vida. As brincadeiras até o anoitecer, as tardes de férias juntos, as viagens, almoços e festas em família, as travessuras e os segredos, as brigas que tão logo aconteciam e já eram esquecidas, a cumplicidade de quem se entende apenas com uma troca de olhares… Enfim, não há dúvidas: os primos têm um lugar mais que privilegiado em nossas vidas!

Os melhores livros infantis

Nossos primeiros amigos

Os primos, muitas vezes, são nossa primeira experiência para além dos limites do nosso lar. Com eles, aprendemos a nos relacionar fora do nosso dia a dia. Embora ainda com a segurança de estar em família. Para aqueles que os primos moravam perto, por vezes até no mesmo quintal, a relação quase que diária, incluía almoços, ida à escola juntos, festas do pijama, tardes intermináveis de brincadeiras e os desentendimentos naturais de uma convivência tão próxima.

Ainda existem os que não tiveram tanta sorte. E, a distância entre os primos, era marcada por quilômetros e mais quilômetros. Para estes, restava apenas aguardar pelas reuniões de família, que demoravam para chegar e passavam em um piscar de olhos! Festas de final de ano e viagens de férias eram momentos preciosos, aproveitados até o último instante e recheados com tudo o que se tem direito: brincadeiras até tarde da noite, gargalhadas de doer a barriga, lanches e refeições deliciosas preparadas cuidadosamente pela vovó/vovô ou titia/titio, tardes de filmes e passeios sem fim! Mal se via o tempo passar e quando se davam conta já aguardavam ansiosamente pelo próximo encontro!

Cumplicidade para toda a vida

Mas a verdade é que pertinho ou longe, a amizade entre primos resiste à distância, às brigas e ao tempo. Quem teve a sorte de contar com um primo como amigo durante a infância, sabe que essa relação persiste aos anos, se tornando um importante pilar em nossas vidas, mesmo depois de adultos. Ainda que se vendo menos, pois cada um tem sua rotina, sua família e seus afazeres, os primos serão sempre aqueles eternos amigos, com quem podemos dividir nossas alegrias e tristezas. E quando bate aquela saudade, nada melhor do que recorrer aos álbuns de família para recordar as deliciosas lembranças de uma infância cheia de cumplicidade, carinho, risadas e felicidade!

Leia também: 

Categorias:
10+ | 4 - 6 | 7 - 10 | Comportamento | Criança | Idade
Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Relacionados
Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Todas as crianças têm o direito de entrar em contato com os mais variados gêneros literários e tipos de livros. É a partir deste encontro que elas poderão desenvolver o gosto genuíno pelos livros. Além de aproveitar integralmente os benefícios que os livros tem as...

3 Comentários

  1. Avatar

    È verdade, minha filha é apaixonada pelas primas que tem. São verdadeiras irmãs, elas não tem restrições umas com as outras, é muito lindo.
    E vendo minha vida hoje vejo que meus primos foram fundamentais na minha formação também.

    Responder
  2. Avatar

    Com certeza, os primos são nossos primeiros amigos, acho muito importante essa convivencia.

    Responder
  3. Avatar

    Eu só tive uma verdadeira, a que nunca me rejeitou, pois entre as outras eu já era excluída.
    Ela vinha de ano em ano, era um tempo tão maravilhoso, cheios de risadas, passeios, enfim, muita coisa boa. Porém com o tempo a distância nos afetou, já faz anos que não nos vemos, mas nunca vou esquecer.

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *