Para você, mãe de primeira viagem

por | dez 2, 2019 | 0 Comentários

Junto com o primeiro filho, chegam todas as alegrias, angústias, incertezas e dúvidas. Se, assim como eu, você é mãe de primeira viagem, tenho algumas palavras para você….

Sobre os primeiros momentos com o bebê

É normal, principalmente pelos hormônios confusos no puerpério, que estejamos inseguras sobre o manejo, os cuidados, as questões que vêm junto com o bebê. Mas, precisamos estar conscientes que isso passa e virão centenas de outras fases. E quando você ouvir: passa muito rápido, pode acreditar, passa mesmo. Por isso, aproveite as dores e as delícias dos primeiros tempos junto com seu filho. 

Sobre o parto perfeito

Ainda nos primeiros dias de vida da criança, revivemos com muita intensidade nosso parto. Afinal, ele é um momento para o qual nos preparamos intensamente durante a gravidez. É importante saber que nenhum parto é perfeito e, a grande maioria não sai como o esperado. Já ouvi histórias de partos frustrados por terem sido rápido demais. Outros, como o meu, que demoraram muito e por isso fugiram do script. Por isso, por mais que as lembranças e as questões sobre o parto apareçam, tente fazer um exercício de aceitação, ele é necessário para que a relação com seu bebê seja mais tranquila.

Sobre a amamentação

Antes do bebê nascer, acreditamos que peito serve para alimentar. Ledo engano. Peito é multifuncional na maternidade. Mas, para “ativá-lo” é como se precisássemos vencer o chefão em um jogo sinistro. Para a maioria de nós, dói. Dói no bico, dói o peso, dói na alma. Mas, considerando a experiência que eu e Caetano tivemos a pouco, vale a pena insistir. A menos que você tenha algum problema mais sério, não deixe que as dificuldades na amamentação derrote a possibilidade de você amamentar organicamente seu bebê. Peito é um aliado. Ajuda na hora dos choros, do nervosismo. Não deu para amamentar? Não encane. Busque formas de se conectar com seu bebê. Toque pele a pele na hora da mamadeira, carinho, carinho e mais carinho. 

P.s: A OMS e eu recomendamos o aleitamento materno exclusivo até os seis meses. Faz bem para a saúde psíquica e física do bebê, estreita os laços entre vocês e ajuda na construção do vínculo.

O que fica é amor!

Dentre todas as novidades, os medos, a insegurança que surge nos primeiros meses e anos de vida do nosso primeiro filho, a lição que fica é sempre de amor. Os desafios estão sempre presentes, mas, como mãe de primeira viagem posso afirmar: quanto mais desafiador for, maior será o amor. Por isso, lembre-se sempre que você será sempre recompensada por toda dedicação que emprega nesta função. Cultive sempre sua rede de apoio, é ela que será seu pilar no momento das dificuldades, e é com ela também que você irá compartilhar suas dificuldades. 

Leia também: 

Categorias:
0 - 3 | 10+ | 4 - 6 | 7 - 10 | Família | Idade | Parentalidade
Escrito por Caroline Lara
Líder da Equipe de Curadoria da Leiturinha, é formada em Psicologia e mãe do Caetano. Leitora compulsiva, é apaixonada em provocar emoção, despertar a fantasia, entreter e alegrar pequenos através da literatura. Acredita que quanto menor nosso tamanho, maior a criatividade!
Relacionados
Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Extra, extra! Saiu do forno mais um livro Original Leiturinha para os leitores do clube! E este é um livro tão intrigante. Mas antes de falar sobre ele, espere um instante. Ops! Acho que perdi meu chapéu! Você o viu? Ele se parece com um barco e é feito de papel!  A...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Extra, extra! Saiu do forno mais um livro Original Leiturinha para os leitores do clube! E este é um livro tão intrigante. Mas antes de falar sobre ele, espere um instante. Ops! Acho que perdi meu chapéu! Você o viu? Ele se parece com um barco e é feito de papel!  A...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *