10 formas de estimular a autoconfiança do seu filho

por | maio 8, 2018 | 4 Comentários

Você sabia que a autoconfiança é um fator importante para a qualidade e sucesso na vida das crianças? Ela aumenta a capacidade de socialização, adaptação e reação positiva frente às diversas situações que enfrentamos na vida.

A autoconfiança está diretamente relacionada à capacidade de superar medos, à capacidade de experimentar o novo e à segurança relacionada à nossas próprias potencialidades, o que pode ser um grande desafio, tanto para o adulto, quanto para a criança insegura.

Quando pensamos nesse assunto, vale lembrar que existem características individuais bastante importantes no comportamento autoconfiante, no entanto, ele também é resultante das relações que estabelecemos durante a infância, especialmente com os pais. Normalmente, o senso de confiança da criança é moldado e nutrido (ou não) por aqueles que cuidam dela.

Dessa forma, desenvolver a confiança e a autoestima em seus filhos desde cedo é essencial para que eles se tornem adultos cientes de suas capacidades.

Confira 10 formas de estimular a autoconfiança das crianças

Com pequenas atitudes, podemos incentivar e ajudar a criança a desenvolver uma imagem positiva de si mesmo, enxergando dentro dela a capacidade para realizar atividades diversas.

1. Demonstre interesse por suas atividades

A criança se sente valorizada e útil, capaz de realizar atividades importantes e ser reconhecida por elas.

2. Dê espaço para que ela experimente novas atividades

A criança se sente segura, livre e incentivada para testar seus limites e potencialidades e, assim, aprender com as próprias experiências.

3. Ajude a criança a falar sobre os próprios sentimentos

O autoconhecimento é um fator extremamente importante para a autoconfiança. Quando se conhece intimamente, a criança pode se permitir ir além.

4. Elogie suas conquistas

Esse é um ponto bastante importante. A criança deve ser elogiada de acordo com seus esforços e resultados, aprendendo que suas ações podem trazer benefícios ao ambiente e às pessoas à sua volta.

5. Não faça críticas à criança, mas sim aos seus comportamentos inadequados

É muito importante evitar qualquer tipo de rótulo. Ao invés de dizer “você não é legal”, diga “isso o que você fez agora não foi legal”.

6. Seja um bom modelo

A criança aprende muito quando está observando. A forma como lidamos com nossas frustrações, tristezas e raiva influenciam diretamente a maneira como ela desenvolverá essas características e então moldar a sua própria persistência e autoconfiança.

7. Respeite o tempo da criança

Cada criança é única, tem um ritmo e se desenvolve de determinada maneira. Ao invés de apressar novas conquistas, curta cada uma das fases.

8. Dê responsabilidades à criança

Sentir que os pais confiam nela pode estimular sua autonomia e independência, dando a segurança necessária para a autoconfiança.

9. Desafie a criança

É importante encorajar os filhos a superarem seus limites, testarem novidades e irem além.

10. Demonstre amor e confiança

Isto é importante para a autoestima da criança. Quem se sente amado e valorizado, certamente acredita mais em si mesmo e no seu potencial.

Confira também:

Categorias:
0 - 3 | 10+ | 4 - 6 | 7 - 10 | Família | Idade | Parentalidade
Escrito por Flávia Carnielli
Mãe da Maria Clara, mestre em psicologia clínica, especialista em psicologia perinatal e formada em psicoterapia infantil. * Flávia é nossa autora convidada e seus textos não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Leiturinha.
Relacionados
Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Todas as crianças têm o direito de entrar em contato com os mais variados gêneros literários e tipos de livros. É a partir deste encontro que elas poderão desenvolver o gosto genuíno pelos livros. Além de aproveitar integralmente os benefícios que os livros tem as...

4 Comentários

  1. Avatar

    Amei😍

    Responder
  2. Avatar

    Conteúdo muito enriquecedor, pois contribui muito para a preparação dos pais no que se refere ao tema tratado na lida diária com os filhos. Parabéns!!!!

    Responder
  3. Avatar

    Olá!
    Pensei em fazer uma caixinha com frases motivacionais para que eu e meu filho lermos uma por dia.
    Frases tipo “você consegue” , ” vc é especial do jeitinho que é “, “respeite as pessoas” , etc.
    Seria errado?
    Teria algum efeito?
    Quais devo evitar?

    Obrigada!

    Responder
  4. Avatar

    Conteúdo que agrega muito valor! Adoro ler post’s desse tipo!

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *