O papel do fonoaudiólogo em casos de bebês com baixo peso

por | jan 16, 2020 | 0 Comentários

Nós sabemos que uma das principais preocupações das mamães de recém-nascidos é a amamentação. O aleitamento materno está diretamente relacionado à saúde e bem-estar dos pequenos e é um dos principais fatores, reconhecido pela OMS, para o desenvolvimento infantil saudável. Quando acontece do bebê estar abaixo do peso ou não estar ganhando peso depois de algumas semanas, muitas mães ficam preocupadas e não sabem a quem recorrer. É aí então que entra a atuação do fonoaudiólogo para ajudar nesse problema. Mas, afinal, como esse profissional pode ajudar em casos de bebês com baixo peso?

O papel do fonoaudiólogo em casos de bebês com baixo peso

A atuação de uma fonoaudióloga em casos de bebês com baixo peso depende muito do motivo pelo qual esse pequeno está com tão pouco peso e em qual período do seu desenvolvimento isso aconteceu. 

Por exemplo, um bebê que nasceu prematuro, com baixo peso e teve que ficar na UTI, em 99% dos casos vai precisar da ajuda de uma fono. Isso acontece porque esse pequeno nasceu muito fraquinho e não vai ter tônus suficiente na musculatura para conseguir fazer a sucção do leite da mama com eficiência. 

Então é necessário que uma fono avalie e estimule esse bebê para uma amamentação eficaz. Ou consiga passar a alimentação por sonda para depois tentar passar para via oral. Enfim, faça com que o pequeno consiga se alimentar com segurança. 

Existem também alguns casos em que os pequenos que nascem a termo, com peso normal e, de repente, deixam de ganhar peso ou até mesmo acabam perdendo. Esse é um grande sinal de que a sucção não está correta. Inclusive quando a sucção não está correta, pode acontecer até mesmo uma redução da produção de leite. Por isso é preciso que uma fono avalie e corrija para que ele volte a se alimentar normalmente!

Leia também: 

Categorias:
0 - 3 | Bebê | Desenvolvimento | Idade
Escrito por Flávia Puccini
Fonoaudióloga, mestre em processos e distúrbios da comunicação e especialista em motricidade orofacial. É consultora de amamentação e laserterapeuta. * Flávia é nossa autora convidada e seus textos não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Leiturinha.
Relacionados
Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Extra, extra! Saiu do forno mais um livro Original Leiturinha para os leitores do clube! E este é um livro tão intrigante. Mas antes de falar sobre ele, espere um instante. Ops! Acho que perdi meu chapéu! Você o viu? Ele se parece com um barco e é feito de papel!  A...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Extra, extra! Saiu do forno mais um livro Original Leiturinha para os leitores do clube! E este é um livro tão intrigante. Mas antes de falar sobre ele, espere um instante. Ops! Acho que perdi meu chapéu! Você o viu? Ele se parece com um barco e é feito de papel!  A...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *