Tem coisa mais gostosa do que ter um recém-nascido em casa? Cheiro de bebê que acabou de nascer é viciante, como ocupam-se em dizer as pesquisas. Além disso, o quartinho novo, os primeiros contatos, as descobertas dos gestos e dos traços, tudo é muito recompensador. Mas os dias vão passando e eis que surge um mal esperado: a cólica. Noites intermináveis, dias repletos de choro e cansaço. Mas, existe solução para este mal? Afinal, como aliviar cólica de bebê?

O que é a cólica no bebê?

Se tivéssemos esta resposta clara nossos problemas estariam resolvidos. Mas, a resposta é unânime: a cólica do bebê é causada por múltiplos fatores. Por exemplo, ela pode por vezes estar associada à imaturidade do sistema gastrointestinal do bebê. Também pode ter relação com os gases adquiridos no momento da mamada. Mas não existe consenso entre a comunidade científica que determine que esses fatores são reais. No entanto, existem algumas hipóteses comportamentais que podem ser associados ao choro que aparenta ser causado pela “cólica”.

O choro do final da tarde

A tão temida hora da bruxa pode estar associada ao acúmulo de cansaço causado pela ausência de sonecas ao longo do dia. Esse é o chamado Efeito Vulcão, é quando o bebê já está tão irritado devido ao cansaço acumulado que não consegue mais adormecer, gerando um ciclo de desconforto e chororô. 

Como aliviar cólica de bebê?

– Coloque sempre seu bebê para arrotar. Assim, o desconforto causado pelos gases acumulados será diminuído.

– Assegure-se que seu bebê retirou as sonecas necessárias ao longo do dia. Um bebê recém-nascido, geralmente, não deve passar mais de duas horas acordado. 

– Coloque o bebê para dormir nos primeiros sinais de cansaço. Eles podem ser notados por comportamentos como por exemplo, coçar os olhos ou bocejar.

– Pratique a amamentação em livre demanda! Além de confortar seu bebê, o leite materno possui bioativos que evitam a proliferação das bactérias ruins e protegem contra desconfortos.

– Evite o uso da chupeta, a livre demanda também poderá compensar a necessidade de sucção do bebê. 

– Não ofereça chás, água ou qualquer tipo de alimento antes dos seis meses. Os chazinhos para o recém-nascido podem ser muito mais prejudiciais do que benéficos, além de aumentar o risco de contaminação. O leite materno é mais seguro, sem dúvida nenhuma. 

– Utilize bolsas térmicas, aquelas de ervas sem a presença de líquidos que podem vazar. 

– Faça Shantala e mensagens em seu bebê.

O desconforto continua. O que devo fazer?

Caso o desconforto persista é importante procurar a ajuda de um profissional especializado. Cólicas em excesso podem estar associadas à alergia alimentar ou a outras origens orgânicas. Evite medicar seu bebê sem conhecimento do seu pediatra

Tenha em mente que essa fase passa. Além disso, a transição para o ambiente externo é algo incômodo para os bebês, por isso, o choro nesta etapa pode ser bem mais frequente. Tente praticar as dicas presentes na teoria da Exterogestação acalmando seu bebê através da reprodução do ambiente uterino.

Leia também:

Profile photo of Caroline Lara

Faz parte da Equipe de Curadoria da Leiturinha, é formada em Psicologia e mãe do Caetano. Leitora compulsiva, é apaixonada em provocar emoção, despertar a fantasia, entreter e alegrar pequenos através da literatura. Acredita que quanto menor nosso tamanho, maior a criatividade!