Hora do Banho: um livro de porta para bebês

por | nov 21, 2019 | 0 Comentários

A importância da bibliodiversidade no incentivo à leitura

Quando a gente decide que quer estimular o hábito da leitura em casa começa uma longa jornada. Que vai desde escolher os livros certos até encontrar os melhores momentos para ler com os pequenos. Afinal, o interesse pela leitura não é como uma fruta madura no pé. É preciso muita estimulação e quanto mais variada a oferta for, melhor!

Tem um livro na minha porta!

Para entender um pouco a importância de variar os livros é só pensar no princípio da alimentação. Toda criança precisa comer de tudo um pouco, de frutas a legumes. Com a literatura é a mesma coisa, os pequenos precisam experimentar um pouquinho de tudo. Por isso, uma biblioteca tem que se parecer com uma feira de legumes e verduras, colorida e muito diversificada! Sabendo disso, a Equipe de Curadoria da Leiturinha selecionou um título inusitado para os Leitores de Berço: o livro Hora do Banho, um livro de porta para bebês!

Livro Hora do banho: da porta à leitura

Além de trazer uma novidade para a biblioteca dos pequenos (afinal não é todo livro que a gente pode pendurar na porta, né?),  o livro Hora do Banho fala, como o próprio título diz, do passo a passo do momento do banho. Desde colocar água e sabão na banheira até a tão esperada hora de brincar na água! O livro apresenta o banho de um elefantinho muito simpático, mas sabemos que essa história se repete em muitas casas, não é mesmo? E para apresentar essa hora tão gostosa, o livro explora rimas e ilustrações delicadas!  

O banho é um momento de cuidado e carinho entre pais e bebês. Ele pode acalmar, embalar e ainda aliviar algumas dores, como as cólicas. Um espaço do toque e da delicadeza, o banho é um momento precioso, no qual a água, a temperatura e os aromas envolvem os pequenos transformando esse momento em uma experiência singular. Sabendo de toda a riqueza dessa experiência, o livro Hora do Banho é uma ótima ferramenta para preparar os pequenos para essa hora, que além de higiene é também um momento de afeto

 

Dando voz à rotina 

 Ter um momento de leitura compartilhada é um dos primeiros passos para se formar um leitor. Mas engana-se quem acha que esse momento precisa ser descolado das atividades cotidianas. Pelo contrário, a literatura pode e deve estar atrelada à rotina dos pequenos. Afinal se a própria rotina de uma criança já é uma verdadeira história, recheada de poesia e diversão, por que não fazer dela um livro? Hora do Banho é um desses exemplos em que a rotina ganhou autor e ilustrador. 

Assim, além de preparar os pequenos para o banho, a obra também é um convite para trazer um toque literário para a rotina dos primeiros anos de vida! 

Para receber livros incríveis como esse e incentivar a leitura em sua casa desde cedo, faça parte do Clube Leiturinha!

Escrito por Juliana Freitas
Formada em Psicologia, é apaixonada pela ciência e pelas artes literárias. Estuda o encontro entre a criança e o livro, a criança e o psicólogo e a criança e o mundo.
Relacionados
Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Extra, extra! Saiu do forno mais um livro Original Leiturinha para os leitores do clube! E este é um livro tão intrigante. Mas antes de falar sobre ele, espere um instante. Ops! Acho que perdi meu chapéu! Você o viu? Ele se parece com um barco e é feito de papel!  A...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Extra, extra! Saiu do forno mais um livro Original Leiturinha para os leitores do clube! E este é um livro tão intrigante. Mas antes de falar sobre ele, espere um instante. Ops! Acho que perdi meu chapéu! Você o viu? Ele se parece com um barco e é feito de papel!  A...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *