Aniversário da Leiturinha, os melhores descontos pra incentivar a leitura infantil. Vem pro Clube! Assine agora

Você conhece a literatura de cordel?

por | jul 28, 2022 | 0 Comentários

Reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro, a literatura de cordel é um gênero literário popular, cujas histórias costumam ser baseadas em relatos orais. Marcada pela rima e pela métrica, seus versos costumam receber ilustrações caprichadas em xilogravura, que, depois, são impressas em folhetos. Quer saber mais sobre esse gênero tão conhecido, que faz parte da diversidade cultural e literária do nosso país? Então, acompanhe o texto abaixo e descubra tudo sobre a literatura de cordel! 💬📚

Leia mais:
👉 Como se tornar um contador de histórias?
👉 Qual é a importância da diversidade cultural?
👉 Literatura de cordel: contos em vídeo para seu pequeno se divertir

O que é literatura de cordel?

“O cordel é um jornal sem patrocínio, sem patrão, o cordel é imprensa livre, a única imprensa livre no mundo é a literatura de cordel.” (Raimundo Santa Helena, poeta e cordelista)

De acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a literatura de cordel é mais do que um gênero literário: é um veículo de comunicação, ofício e meio de sobrevivência para muitos cordelistas. Sejam eles poetas, declamadores, editores, ilustradores ou folheteiros (como são conhecidos os vendedores de livros de cordel).

Acredita-se que o cordel tenha sido influenciado pelos trovadores medievais e romanceiros. No Renascimento, com a criação de métodos de impressão, os poemas ilustrados começaram a se popularizar. Muitos desses folhetos, então, eram expostos e pendurados por meio de cordões – ou cordéis, como são chamados em Portugal. Assim, nascia a literatura de cordel.

Aos poucos, durante a colonização portuguesa, a literatura de cordel foi difundida no Brasil. Especialmente, por cantadores de viola, repentistas e emboladores em estados do que viria se tornar a região Nordeste, como Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte.

Em seguida, principalmente com os processos de migração, o cordel se espalhou pelo país e ganhou abrangência nacional, tornando-se uma forma de expressão da cultura brasileira. Hoje, sua influência pode ser reconhecida no cinema, na televisão, na música e nas artes. Além, é claro, de outros gêneros literários! 🥰

Elementos da literatura de cordel

Segundo poetas da literatura de cordel, esse gênero literário possui três características básicas: métrica, rima e oralidade. Conforme explica a Academia Brasileira de Literatura de Cordel, seus textos podem ser lidos ou cantados. 🎵 Por isso, há um compromisso com o número de sílabas que compõe os versos: podem ser usadas sextilhas, setilhas, oitavas, meia quadra e muito mais.

Além disso, a xilogravura costuma ser outro componente fundamental do cordel. Essa técnica de impressão, que utiliza uma madeira como matriz e permite a reprodução das gravuras em série, é usada para ilustrar as histórias e, sobretudo, as capas dos livros.

A literatura de cordel também é reconhecida pela linguagem coloquial e informal, bem como pelo uso de humor, ironia e sarcasmo. 😁 Para finalizar, os folhetos podem falar sobre temas do cotidiano ou da cultura brasileira, como lendas do nosso país, temas regionais e religiosos.

Poetas da literatura de cordel

Atualmente, acredita-se que existam milhares de cordelistas no país. Dentre os mais famosos poetas da literatura de cordel, estão Leandro Gomes de Barros (considerado o primeiro cordelista brasileiro), Silvino Pirauá, Raimundo Santa Helena, Patativa do Assaré, Firmino Teixeira do Amaral, Gonçalo Ferreira da Silva e muitos outros.

Já quando falamos da nova geração de cordelistas, podemos citar Jarid Arraes (autora de “Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis”, uma coletânea literária para jovens leitores), Mariane Bigio (cordelista e responsável pelo projeto “Cordel Animado“), Bráulio Bessa, Maria Godelivie e Arievaldo Viana Lima (criador do projeto “Acorda Cordel na Sala de Aula”).

Além disso, vale ressaltar que inúmeros escritores e ilustradores foram influenciados pela obra dos poetas da literatura de cordel. 😉 É o caso de Ariano Suassuna, autor de “O Auto da Compadecida”, que adaptou histórias da literatura de cordel para o teatro e foi um grande defensor da cultura nordestina no Brasil.

Como apresentar a literatura de cordel para as crianças?

É claro que os pequenos e pequenas devem conhecer a literatura de cordel. Afinal, esse gênero literário faz parte da formação cultural e literária do nosso país, ensinando costumes, tradições e lendas do Brasil, por exemplo. Mas, então, como apresentá-lo para as crianças? 🤔 Confira algumas dicas a seguir!

1. Selecione uma história

Primeiro, selecione uma história que seja interessante para as crianças. As possibilidades são muitas! Existem, inclusive, livros de cordel para crianças, cujo foco é justamente apresentar e reviver essa cultura popular para os pequenos e pequenas.

Além disso, que tal conhecer cordéis animados? A cordelista Mariane Bigio, criadora do projeto Cordel Animado, apresenta lendas, histórias e músicas para os pequenos e pequenas. Confira nossas dicas de contos em vídeo para as crianças, clicando aqui. ❤️🎬

Mariane Bigio: literatura de cordel para crianças e cordéis animados

Mariane Bigio: literatura de cordel para crianças e cordéis animados

2. Estimule a interação

Com um exemplar da literatura de cordel em mãos, encoraje as crianças a observar as xilogravuras, assim como a forma do texto e dos versos. Faça perguntas e deixe que os pequenos e pequenas façam suas próprias observações sobre o texto e as imagens.

Ainda, caso a sua criança seja mais velha, deixe que ela própria leia as rimas e perceba o ritmo do texto. E, juntas, reflitam sobre o conteúdo!

3. Leia em voz alta

Em seguida, os adultos podem fazer uma leitura em voz alta. Afinal, tanto pelo humor quanto pelo ritmo, a leitura de um cordel pode ser tão divertida quanto uma brincadeira! Assim, o lúdico rompe barreiras e pode despertar o interesse das crianças pela literatura de cordel.

4. Incentive as brincadeiras

Ler, ouvir e declamar cordéis é também uma forma de estimular a imaginação, a criatividade e o desenvolvimento da linguagem, já que foca nas relações entre escrita e oralidade. Além disso, os pequenos e pequenas também podem criar seus próprios cordéis! Que tal incentivar essa brincadeira na sua casa? 😍

Você gostou de conhecer sobre a literatura de cordel? Quer continuar lendo e vivendo as melhores histórias com as crianças? Então, não deixe de conhecer o Clube Leiturinha: o maior clube de livros infantis da América Latina! Acesse o site, escolha o melhor plano para sua família e receba todo mês o livro ideal para seu pequeno ou pequena, na sua casa! 📚❤️

Ainda não sabe se um clube de livros é a opção certa para a sua família? Clique no banner abaixo e saiba todas as vantagens de fazer parte de um com as crianças! 😉

Por que fazer parte de um clube de livros com as crianças? Descubra!

Categorias:
Leitura
Escrito por Blog Leiturinha
A equipe do Blog Leiturinha é formada por especialistas em educação, literatura infantil, parentalidade e desenvolvimento infantil.
Livros selecionados por faixa etária, todo mês na sua casa. Saiba Mais.
Relacionados
10 autores para conhecer a cultura nordestina

10 autores para conhecer a cultura nordestina

Ariano Suassuna, um dos grandes autores para conhecer a cultura nordestina! De nomes consagrados aos mais recentes: vamos falar sobre 10 autoras e autores para conhecer a cultura nordestina? Continuando nossas celebrações da Semana da Cultura Nordestina, selecionamos...

5 livros infantis sobre o poder da amizade

5 livros infantis sobre o poder da amizade

O poder da amizade é um assunto comum em livros infantis. Não à toa: ter uma sólida rede de apoio é o que nos faz atravessar os caminhos mais difíceis em nossas vidas. 💕 Nesse sentido, ensinar para as crianças sobre a importância da amizade é uma maneira de incentivar...

3 livros para ler com as crianças antes que as férias acabem

3 livros para ler com as crianças antes que as férias acabem

Para grande parte das crianças, as férias são a melhor época do ano! Afinal, quem não gosta de ter o dia inteirinho para brincar, se divertir e curtir a família? 😍 Esse é um momento delicioso para descansar, viver novas experiências, fazer novas descobertas e criar...

10 autores para conhecer a cultura nordestina

10 autores para conhecer a cultura nordestina

Ariano Suassuna, um dos grandes autores para conhecer a cultura nordestina! De nomes consagrados aos mais recentes: vamos falar sobre 10 autoras e autores para conhecer a cultura nordestina? Continuando nossas celebrações da Semana da Cultura Nordestina, selecionamos...

5 livros infantis sobre o poder da amizade

5 livros infantis sobre o poder da amizade

O poder da amizade é um assunto comum em livros infantis. Não à toa: ter uma sólida rede de apoio é o que nos faz atravessar os caminhos mais difíceis em nossas vidas. 💕 Nesse sentido, ensinar para as crianças sobre a importância da amizade é uma maneira de incentivar...

3 livros para ler com as crianças antes que as férias acabem

3 livros para ler com as crianças antes que as férias acabem

Para grande parte das crianças, as férias são a melhor época do ano! Afinal, quem não gosta de ter o dia inteirinho para brincar, se divertir e curtir a família? 😍 Esse é um momento delicioso para descansar, viver novas experiências, fazer novas descobertas e criar...

Nenhuma pessoa é a mesma depois de ler um livro

Nenhuma pessoa é a mesma depois de ler um livro

Quem é você após ler um livro? E conhecer outras realidades, diferentes personagens e ter novas reflexões? A verdade é que nenhuma pessoa é a mesma depois de ler um livro! Afinal, os livros nos encantam, nos provocam e nos transformam. Por isso, após ler um livro,...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-book gratuito! Vamos falar de conscientização ambiental com as crianças?

Descubra a importância do tema e o papel da literatura nessa jornada!

Boa leitura!