Participar do universo fantasioso dos pequenos é mesmo uma delícia! Na Páscoa se faz o tempo de estimular o pensamento inventivo – as idealizações que permeiam essas datas são muito importantes para o desenvolvimento cognitivo dos pequenos. É importante que aproveitemos essas datas para propiciar um jogo simbólico junto aos pequenos. Esse jogo consiste na expressão do irreal, a representação da fantasia –  o “faz de conta”.

A importância da fantasia

Quando a fantasia é expressa através da imaginação os limites da criança são ultrapassados por um infinito de possibilidades de ser. A representação do seu imaginário no universo real expande sua capacidade de internalizar elementos tais como a autonomia, a confiança em si mesmo, a tomada de decisões – a possibilidade de representar sem medo da imposição do mundo adulto. É importante que seja permitida a criação nesse tempo; vestir fantasias, cantar, imitar, inventar formas de se comportar. É a partir do mundo imaginário que ela poderá compreender o mundo real.

Leia também:

9 coisas que só irmãos entenderão

Rallyteca: 10.000 livros distribuídos em rally para comunidades do sertão onde a estrada não chega

Saiba qual é o cachorro de estimação ideal para o seu pequeno

Incentivar a crença nesse elementos simbólicos ajudará seu pequeno a elaborar uma série de reservas afetivas prazerosas, que servirá como um espaço para que ele possa se refugiar quando necessário.

Quando as crianças deixam de acreditar no Coelhinho da Páscoa?

A partir de certa idade, geralmente 7 ou 8 anos, é natural que os pequenos passem a se dar conta do real e do fictício. Os questionamentos em torno dos simbolismos culturais, tais como o Coelhinho da Páscoa, do Papai Noel, etc, começarão a surgir. Cabe aos pais viabilizarem sutilmente essa nova percepção. Negar a realidade e estimular a fantasia nessa altura não é uma opção.
A celebração dessa data deverá ser feita de uma forma reflexiva e lúdica, utilize de recursos visuais e expressivos para vivenciar esse tempo junto ao seu pequeno. Estimule sua criatividade para trabalhar os temas contundentes. Converse sobre assuntos como o consumo, alimentação, religiosidade, faça brincadeiras como caça aos ovos e o mais importante: leia livros, assista vídeos que abordem o tema e reflita com ele sobre essa época tão especial pra nossa cultura!

Boa Páscoa!