Prêmio Reclame Aqui

Lições que devemos ensinar aos nossos filhos sobre tolerância

por | nov 7, 2019 | 0 Comentários

Nós vivemos em contato com a diferença o tempo todo, na escola, nas ruas, no trabalho, na família, entre os amigos. Conhecemos e convivemos com pessoas diversas sempre! Com diferentes ideias, opiniões, vivências, sotaques, personalidades, aparências, escolhas, estilos de vida… Enfim, não tem como negar: ninguém é igual a ninguém. E isso é ótimo! Afinal, que graça teria a vida se todos nós fôssemos iguais? No entanto, ainda assim, vez ou outra nos deparamos com histórias ou cenas de intolerância. Seja na televisão, nos jornais, na internet ou em nosso dia a dia, ainda existem pessoas que não compreendem e não respeitam a diversidade presente em nossa sociedade.

Por isso, ainda é muito importante (e necessário) falar sobre o respeito às diferenças. Essa é uma lição que deve ser passada e ensinada desde muito cedo, quando os pequenos ainda são bem novinhos. Assim, educar crianças que se preocupam com os outros e respeitam as diferenças deve estar entre as preocupações de mães e pais que, assim como nós, querem um mundo cada vez melhor para todos! Pensando nisso, elencamos aqui 4 maneiras de ensinar sobre tolerância aos nossos filhos. Confira:

1. Respeite seu filho como ele é

O primeiro passo para ensinar e falar sobre respeito com as crianças é agindo dessa forma com elas. Respeitar suas escolhas e sua forma de ser é a melhor maneira de ensinar seu filho a respeitar os outros. Ainda que você deva estar sempre atento(a) para proteger e cuidar para que seu pequeno siga sempre o melhor caminho, é preciso lembrar que o respeito é uma via de mão dupla.

2. Evite destacar apenas as semelhanças entre as pessoas

Se você ressaltar e elogiar as pessoas apenas pelas escolhas e opiniões semelhantes às suas, sem se dar conta, a criança pode assimilar que ser bom é ser parecido e que o diferente é algo negativo. Portanto, tome o cuidado de também ressaltar e falar sobre as diferenças deixando claro que elas não só são naturais, como são positivas para o equilíbrio entre as pessoas. Ouvir e conhecer visões de mundo diferentes da nossa é uma ótima maneira de ampliar nossos horizontes e aprender muito!

3. Incentive a empatia

A habilidade de se colocar no lugar do outro e de se solidarizar pelos sentimentos e problemas das pessoas que nos cercam é uma qualidade e tanto! Quando nos colocamos na posição de outras pessoas, conseguimos entender melhor e respeitar suas escolhas. Incentive essa habilidade em seu filho. Uma ótima maneira de fazer isso é colocando-o em contato com a diversidade por meio de histórias, filmes, desenhos, convívio e socialização com o diferente e, claro, com muito diálogo!

4. Estimule o pensamento crítico

Por falar em diálogo, é por meio de muita conversa que é possível estimular o raciocínio crítico dos pequenos, para que eles percebam e reconheçam, por si mesmos, casos de preconceito, discriminação e estereótipo. Casos de intolerância na escola, em algum programa na televisão ou no cotidiano da criança, podem ser ótimas oportunidades de iniciar um diálogo sobre o assunto com seu filho, permitindo que ele reflita sobre o tema, tornando-se mais crítico e ativo em situações assim.

Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Livros selecionados por faixa etária, todo mês na sua casa. Saiba Mais.
Relacionados
Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Já parou para pensar que tomar banho é uma das atividades que mais repetimos ao longo da vida? Imagina só quantos minutos você já passou debaixo de um chuveiro. Essa atividade é tão relevante para o ser humano e para a vida em sociedade que não é de surpreender que o...

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

“Viver a maternidade real é me doar a todo momento. É pensar e estar com ele no meu pensamento 24 horas por dia. É me preocupar, é sentir esse medo, acho que até mesmo um medo de perder. É querer aproveitar cada momento como se fosse único e pedir que o tempo pare."...

Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Já parou para pensar que tomar banho é uma das atividades que mais repetimos ao longo da vida? Imagina só quantos minutos você já passou debaixo de um chuveiro. Essa atividade é tão relevante para o ser humano e para a vida em sociedade que não é de surpreender que o...

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

“Viver a maternidade real é me doar a todo momento. É pensar e estar com ele no meu pensamento 24 horas por dia. É me preocupar, é sentir esse medo, acho que até mesmo um medo de perder. É querer aproveitar cada momento como se fosse único e pedir que o tempo pare."...

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

De modo geral, os livros têm a capacidade de formar cidadãos ativos na organização de uma sociedade mais consciente e crítica. Mas qual é a importância da leitura na educação infantil, especificamente? Neste texto, você irá descobrir por que desenvolver o hábito da...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *