Não há dúvidas de que toda mãe adora passar o tempo e os dias com os filhos. Ler e brincar juntos, cuidar, ajudar nas atividades escolares, conversar, vê-los crescer e superar os pequenos e grandes desafios… Tudo é uma delícia e muito gratificante! No entanto, quem é mãe sabe que ser mãe é um trabalho de 24h por dia, 7 dias por semana, não é?

Ainda que hoje em dia, pais e mães participem ativamente, e cada vez mais igualmente, da criação dos filhos, na maioria dos casos, a maior parte dos cuidados com os pequenos ainda fica a cargo das mulheres, que se desdobram em duplas e triplas jornadas para dar conta de tudo. E não é pouca coisa não, viu?

Arrumar a mochila, fazer o almoço, cuidar da casa, preparar as roupas, conferir a agenda, levar e buscar, arrumar o lanche, ir à reunião da escola, lavar o uniforme, acordar e colocar para dormir… A lista é enorme e, cá entre nós, por mais que fazer tudo isso pelo seu pequeno seja prazeroso, às vezes a vontade é de apenas ficar na cama o dia inteiro, sair por aí sem rumo… Enfim, tirar férias.

Isso é natural. Afinal, junto com todas as delícias de ser mãe, a rotina com os filhos também pode causar ansiedade e estresse, principalmente, quando coisas simples como tomar um banho mais demorado, secar os cabelos, fazer uma refeição inteira sem interrupção ou ir ao banheiro de porta fechada se tornam momentos raros.

Doenças são sinais de abandono de si

Claro que, com os primeiros cuidados com o bebê, resta pouco ou nenhum tempo para si mesma. As mudanças na família e na rotina da casa, e as demandas constantes do pequeno fazem com que as mulheres dediquem todo seu tempo e energia ao filho. Isso é normal e esperado. Porém, com o passar do tempo, as coisas voltam a se organizar e a criança vai ganhando, pouco a pouco, mais autonomia. Assim, a mãe sente a necessidade de voltar a olhar para si. Neste momento, é importante atender a este chamado, pois o cansaço pode se tornar exaustão, estresse, ansiedade e até problemas físicos, caso a mulher não respeite seus limites e cuide um pouco de si também.

A verdade é que, ainda que seja difícil (de entender ou de realizar), as mães também precisam de férias!   

Toda mãe precisa de férias!

E quando dizemos férias, não estamos falando das férias escolares, em que vocês tentam tirar uns dias para cuidar e passar mais tempo com os pequenos. Estamos falando de tempo para você!

Claro que nem sempre (ou melhor, quase nunca!) é possível se ausentar por muito mais do que dias ou horas de casa. Às vezes o dinheiro é pouco, as obrigações são muitas e falta apoio. Mas calma, tudo bem! Por mais que no mundo ideal, as mulheres pudessem deixar os pequenos por dois ou três dias com o companheiro, os avós ou a dinda, para tirar um tempo para viajar, relaxar, passear e cuidar de si, sabemos que nem sempre as coisas são tão simples – o que também não impede que você tente, viu?

Mas quando dizemos que as mães precisam de férias, estamos falando sobre a importância de um tempo só para elas, para que possam fazer aquilo que gostam, sozinhas. Então, vale um domingo no sítio, um dia no spa, uns dias de folga viajando, um sábado com os amigos, uma noite na balada ou até mesmo uma tarde sozinha em casa, lendo, ouvindo música alta, vendo filme, maratonando série ou fazendo tudo que tiver vontade!

Assim, as mães recarregam as energias e voltam para os cuidados com os filhos mais dispostas, renovadas e felizes!

E você? O que faria se tivesse uma tarde ou dias inteirinhos só para você? Conte aqui para a gente!

Leia também:

Profile photo of Ana Clara Oliveira

Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.