Como já falamos aqui no Blog Leiturinha, manter a rotina neste período de quarentena é fundamental para que possamos estimular bons hábitos. Além de não perder o “fio-da-meada” do desenvolvimento dos nossos pequenos. Mas algo que também é muito importante são as “escapadas” dessa rotina. Ninguém consegue ficar bem tendo que seguir regras o tempo todo. É fundamental que tenhamos momentos que fujam à regra e tragam a sensação de descontração para esses dias tão difíceis… Para isso, preparamos algumas dicas que podem ajudar a deixar o ambiente mais leve nesses dias de isolamento. Saiba como sair da rotina às vezes sem precisar sair de casa. 

Resgatando lembranças

Quem não tem um álbum de fotos antigo? Seja ele físico ou virtual, este é um ótimo momento para visitá-lo! Além disso, que tal revisitar livros antigos? Buscar lembranças em objetos que temos pela casa, contar histórias antigas aos nosso filhos. Tudo isso é muito importante para resgatar afetos e cuidar das nossas emoções neste período.

Organizando juntos!

Já sabemos que manter os ambientes e a casa organizada é fundamental para manter a saúde, tanto física quanto mental em tempos de quarentena. Mas um ótimo exercício para além da limpeza e arrumação cotidiana, é aquela organização transformadora que podemos fazer nas nossas casas. Mudar um móvel ou uma planta de lugar. Organizar os livros, repensar ambientes, criar atmosferas utilizando iluminação, colocar flores na sala. Tudo isso pode dar uma cara diferente para casa e ajudar a família a sair um pouco da rotina.

Observando a natureza…

Existem inúmeras pesquisas que indicam que crianças que possuem contato com a natureza desde cedo são mais curiosas e criativas. Mas se você vivem em um apartamento sem área verde e não pode sair de casa, deve estar pensando em como essa dica pode te ajudar. Natureza não é necessáriamente contato com grama, árvores ou bichos. Esses contatos são sim importantes mas há outras formas de sentir a natureza sem precisar ir muito longe. 

Um simples olhar para o céu pode ensinar muito aos pequenos e despertar inúmeros sentimentos. Sentir a chuva chegar na janela, se expor ao sol de manhã, olhar os pássaros que passam pela nossa casa. Ou então, conversar sobre os diferentes climas, apresentar as estações do ano. São ações muito pequenas que tem desdobramentos grandiosos no desenvolvimento dos pequenos.

Fazendo as tarefas de uma outra forma

Que tal transformar aquele banho cotidiano em algo mais divertido? Uma sugestão é utilizar corantes na água do banho se seu filho for pequenino. Caso ele seja maiorzinho, proponha desenhos a guache no azulejo ou no box. Essas tintas são removíveis e a diversão vai ser beeem grande. 

Ficando a sós

Momentos individuais, momentos entre pai e criança, mãe e criança, mãe e pai, são extremamente necessários para, principalmente, dar um descanso para o outro. Além de dar o direito de manter sua individualidade. Outra coisa muito importante a ser mencionada: as crianças precisam aprender a ficar sozinhas, brincar sozinhas e curtir sua própria presença. Quando reconhecemos a importância da nossa própria individualidade, fica bem fácil de entender a importância de se respeitar a individualidade do outro. 

Crianças que não brincam sozinhas costumam não ter muita paciência e não tolerarem sua própria presença. Como consequência não sabem compreender a necessidade de individualidade dos pais e nem a respeitar a privacidade de amigos. Por isso, não “encane” em fazer companhia pro seu filho o tempo todo. Reserve um espaço para que ele possa brincar sozinho com o que ele mais gosta. 

Outra forma de ficar sozinho juntos dentro de uma casa é cada um se dedicar a fazer uma atividade individual mesmo que vocês habitem o mesmo espaço. Por exemplo ler um livro ou fazer um desenho enquanto os adultos trabalham. Também valorize seus momentos privativos. Não menos importante é, se você tem um parceiro ou uma parceira, não esqueça de separar um espaço no seu dia para desfrutar da companhia dele também!

Curtiu as dicas? Conta para a gente nos comentários!

Leia mais:

Profile photo of Caroline Lara

Faz parte da Equipe de Curadoria da Leiturinha, é formada em Psicologia e mãe do Caetano. Leitora compulsiva, é apaixonada em provocar emoção, despertar a fantasia, entreter e alegrar pequenos através da literatura. Acredita que quanto menor nosso tamanho, maior a criatividade!