Nem sempre é fácil encarar uma mudança. E se é assim para nós, adultos, já imaginou como pode ser para as crianças? A chegada de um irmãozinho, a separação dos pais, a mudança de escola, de casa ou de cidade… Qualquer que seja o caso, é fundamental que a família lide de forma a fazer com que o pequeno sinta a mudança de forma mais natural e positiva. Se você está passando ou vai passar por uma mudança de cidade com filhos, confira algumas dicas que podem te ajudar a lidar com isso! 

Mudança de cidade com filhos: como lidar?

Seja por questões financeiras, por transferência no emprego, por maior comodidade ou por vontade da família, a mudança de cidade demanda tempo, organização e adaptação. Se mudar de casa já é algo trabalhoso, mudar de cidade exige ainda mais paciência, principalmente quando trata-se de uma mudança de cidade com filhos

A reação e a forma como lidar com isso vai depender da idade do pequeno. Se a criança ainda for novinha, até três anos, o processo de adaptação se dará de forma mais tranquila. No entanto, crianças maiores demandam um pouco mais de paciência e tato por parte dos pais, desde o momento de contar sobre a mudança até que ela de fato aconteça e o pequeno se adapte à nova rotina. 

Nesse caso, confira 5 dicas para lidar com a mudança de cidade com filhos: 

1. Seja franco 

No momento de contar sobre a mudança para o pequeno, é importante que os pais contem as razões e os pontos positivos dessa decisão. Claro, sempre respeitando a idade da criança. Caso o pequeno tenha dúvidas, dê abertura e esclareça todas, dentro do possível, sem deixá-lo sem respostas. 

2. A preparação para a mudança 

Após contar a novidade, é hora de se familiarizar com ela. Que tal pesquisarem juntos sobre a nova cidade? Você podem descobrir tudo o que tem de legal para fazer por lá, aulas extracurriculares, parques, praças… Mostre fotografias e, se possível, visitem a cidade e a nova casa antes da mudança. Tudo isso colabora para que a crianças se acostume e se empolgue com a mudança. 

3. Opte por fazer a mudança durante as férias

 Se tiver essa opção, prefira fazer a mudança durante as férias ou feriado prolongado. Além de ser mais fácil para os pais conseguirem organizar tudo, também e melhor para a criança que terá mais tempo para se adaptar e até poderá ajudar na organização da mudança. Ele pode ajudar separando e encaixotando seus brinquedos e coisinhas!

4. Antecipe as preocupações e medos do seu filho

Quando for conversar com a criança, ressalte que ela não precisa ter medo ou se preocupar em não ver mais familiares ou amigos da antiga cidade. Tranquilize seu pequeno dizendo que sempre que possível você irão visitá-los e que na nova cidade haverá muitos novos amigos! 

5. Evite coincidir mais de uma mudança na vida da criança

Como as mudanças podem gerar ansiedade e medo nos pequenos, é importante que a família tente não coincidir mais de uma na vida da criança. O desfralde, por exemplo, já é um processo que demanda atenção e paciência, o ideal é que não aconteça durante uma mudança de casa ou de cidade. 

Leia também: 

Profile photo of Ana Clara Oliveira

Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.