Aniversário da Leiturinha, os melhores descontos pra incentivar a leitura infantil. Vem pro Clube! Assine agora

Pesadelo e terror noturno infantil: o que fazer em cada caso?

por | maio 9, 2022 | 68 Comentários

Imagine a seguinte situação: de repente, seu pequeno ou pequena começa a gritar durante a noite, transpirando e se debatendo. O que você faria? 😟 É comum que, diante de um caso de pesadelo ou terror noturno infantil, os adultos fiquem bastante preocupados e até desorientados. Na tentativa de acalmar a criança, por exemplo, muitos escolhem levar os pequenos e pequenas para dormir com eles. Ou, então, passam a dormir no quarto das crianças.

Porém, é importante entender exatamente o que está acontecendo em cada caso, para que essas decisões sejam tomadas de maneira consciente. Afinal, embora essas manifestações sejam parecidas, são cenários muito distintos. Pensando nisso, vamos conversar sobre as diferenças entre pesadelo e terror noturno infantil? Acompanhe o texto abaixo e confira nossas dicas para lidar com cada uma dessas situações! 😉

Leia mais:
👉 Como cuidar da saúde das crianças?
👉 Rotina para criança: entenda sua importância
👉 A importância do contato com a natureza para as crianças

O que é um pesadelo?

De acordo com Leonardo Martins, doutor em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (USP), o pesadelo acontece na fase REM do sono. 😴 Nesta fase, que acontece em ciclos que se repetem de 4 a 5 vezes por noite, os olhos se movimentam de forma rápida. É justamente nestes momentos em que sonhamos, o que também dá abertura para os pesadelos.

Na verdade, os pesadelos são muito mais comuns do que imaginamos: uma pesquisa da Universidade de Montreal revelou que até 80% do conteúdo dos sonhos é, de alguma forma, ansiogênico. Ou seja, promovem sensações ruins, como ansiedade ou medo. Portanto, são pesadelos!

Apesar disso, os adultos costumam distinguir com facilidade o que é realidade do que é ilusão. Por isso, não nos abalamos ou acabamos despertando quando temos pesadelos vívidos, não é mesmo?

Já as crianças, especialmente as mais novinhas, têm dificuldade para separar realidade e fantasia. Então, quando os pequenos e pequenas sonham com algo ruim, acordam e podem ficar confusas, com medo, na dúvida se aquele monstro é de verdade ou não. E isso resulta em problemas para relaxar e voltar a dormir.

Além disso, em episódios de pesadelo, é comum que a criança lembre com maior clareza do que aconteceu. Assim, ela poderá descrever em detalhes o que a assustou! 😰

Em caso de pesadelo, o que os adultos podem fazer?

  • Consolar e acalmar a criança;
  • Explicar que os pesadelos não são reais;
  • Conversar sobre o que pode estar preocupando o pequeno ou pequena;
  • Deixar com a criança algum objeto do qual ela goste (uma pelúcia, um cobertor ou outro brinquedo que promova sensações de conforto);
  • Desenvolver um ritual para a hora do sono, para que a criança possa relaxar e voltar a dormir mais facilmente.

O que é terror noturno infantil?

Diferente do pesadelo, o terror noturno infantil acontece na fase não-REM do sono. Durante os episódios, que duram alguns segundos até 15 minutos, a criança pode manifestar sinais de pânico intenso, bem como conversar, chorar, gritar, se debater, ficar de olhos abertos ou mesmo se sentar na cama, por exemplo.

Porém, ainda que esteja muito agitado(a), normalmente o pequeno ou pequena continua dormindo, não nota a presença dos adultos e não se lembra do que aconteceu. Portanto, a criança age de forma inconsciente. 💭

Conforme as teorias científicas sugerem, esse distúrbio do sono se deve provavelmente à imaturidade do sistema nervoso central da criança. Como esse processo de maturação acontece aos poucos, de acordo com o crescimento do pequeno ou pequena, os episódios se tornam cada vez mais raros, até se extinguirem de vez na adolescência.

Apesar de assustadores, os episódios de terror noturno infantil são relativamente comuns. E pesquisas sugerem que não há prejuízos significativos na vida ou no desenvolvimento das crianças. No entanto, os pais, mães e pessoas responsáveis precisam ficar atentos se tais episódios forem muito frequentes.

Caso os episódios de terror noturno infantil aconteçam apenas de 1 a 2 vezes por semana, é mais provável que seja apenas uma fase. Porém, se as crianças apresentarem maiores dificuldades para dormir, é indicado procurar ajuda profissional, como o(a) médico(a) pediatra.

De qualquer forma, para evitar o terror noturno infantil, as famílias devem evitar situações de estresse, assim como luzes ou barulhos que atrapalham o sono das crianças. Além disso, podem estabelecer uma rotina do sono e incentivar que os pequenos e pequenas durmam o tempo adequado para cada faixa etária. 💤

Em caso de terror noturno infantil, o que os adultos podem fazer?

  • Acalmar a criança através de abraços e carinhos;
  • Cuidar para que o pequeno ou pequena não se machuque;
  • Esperar o episódio de terror noturno infantil passar;
  • Lembre-se: não é necessário acordar a criança.

Pesadelo e terror noturno infantil: o que fazer em cada caso?

Tanto o pesadelo quanto o terror noturno infantil não costumam ter efeitos psicológicos negativos e duradouros sobre as crianças. Entretanto, esses episódios podem gerar dúvidas e sofrimento, sobretudo se a família não tiver as devidas orientações.

Dessa maneira, confira a seguir o vídeo da Phitters com o especialista Leonardo Martins, no qual falamos um pouco mais sobre pesadelo e terror noturno infantil:

Como falar de pesadelo e terror noturno infantil com as crianças?

Aqui no Blog Leiturinha, você encontra inúmeros artigos que explicam como os livros infantis são ótimos aliados para todas as fases do desenvolvimento infantil. E para lidar com episódios de pesadelo e terror noturno infantil não é diferente!

Como criar uma rotina relaxante e estabelecer uma higiene do sono pode ajudar muito neste momento, que tal incluir os livros para acompanhar as crianças na hora de dormir? 🥰 Então, confira agora mesmo as recomendações da Loja Leiturinha para a sua família:

10 Histórias de 10 Minutos para Dormir

10 Histórias de 10 Minutos para Dormir

Siga a estrada de tijolos amarelos em Oz, junte-se a Alice no País das Maravilhas ou escolha outra entre as 10 aventuras para encerrar o dia em família. Com 10 Histórias de 10 Minutos para Dormir, a leitura de cada história, lindamente ilustrada, leva cerca de dez minutinhos. Contos na medida certa para a hora de dormir! 🥱

👉 Clique aqui para ver o livro “10 Histórias de 10 Minutos para Dormir” na Loja Leiturinha!

Hora de Dormir: a Princesa e o Príncipe

Hora de Dormir: a Princesa e o Príncipe

Quando o sol se põe é hora de dormir! 🌜 A Princesa e o Príncipe vestem os pijamas. Eles escovam os dentes e penteiam os cabelos. Estão quase prontos para ir para a cama!

Com capa e páginas cartonadas, lindas ilustrações e sons divertidos, o livro sonoro Hora de Dormir: a Princesa e o Príncipe ensina as crianças se prepararem para dormir e ter lindos sonhos. Ideal para crianças pequenas!

👉 Clique aqui para conferir o livro “Hora de Dormir: a Princesa e o Príncipe” na Loja Leiturinha!

Meus Segredinhos: O Pequeno Príncipe

Brincar de escrever coisas secretas: toda criança passa por essa fase, não é mesmo? Pensando nisso, Meus Segredinhos: O Pequeno Príncipe é um diário temático que, além de divertido, pode ser uma ótima ferramenta de autoconhecimento! 🌟

Dessa forma, seu pequeno ou pequena irá aprender a nomear e lidar com os próprios sentimentos – quem sabe, até mesmo as sensações negativas de um pesadelo! Além disso, com este diário, os segredos, sonhos e lembranças mais importantes da sua criança estarão guardados por uma incrível caneta mágica, que só revela o que está escrito com sua luz especial. Demais!

👉 Clique aqui para comprar o livro “Meus Segredinhos: O Pequeno Príncipe” na Loja Leiturinha!

Você gostou das nossas dicas para falar sobre pesadelo e terror noturno infantil? Quer continuar lendo e vivendo as melhores histórias com as crianças? Então, não deixe de conhecer o Clube Leiturinha: o maior clube de livros infantis da América Latina! Acesse o site, escolha o plano ideal para sua família e receba todo mês o livro ideal para seu pequeno ou pequena, na sua casa! 📚❤️

Escrito por Phitters
Portal de conteúdo parental, fundado por uma mãe amorosa e cheia de dúvidas, que encontrou apoio e orientação nos mais de 40 especialistas, que dividem seu conhecimento científico, com simplicidade e praticidade. Publica como convidada e seus textos não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Leiturinha.
E-book exclusivo Leiturinha
Relacionados
Como acolher as crianças refugiadas?

Como acolher as crianças refugiadas?

Em todo o mundo, estima-se que existam mais de 100 milhões de refugiados. Tratam-se de pessoas forçadas a deixar suas casas devido às guerras e conflitos armados, perseguições e abusos de direitos humanos, conforme explica a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR)....

Tudo o que você precisa saber sobre o autismo infantil

Tudo o que você precisa saber sobre o autismo infantil

Leia mais: 👉 Autismo: o que é e quais são os sinais do TEA? 👉 4 mitos sobre o autismo que precisam ser desfeitos 👉 O que as famílias de crianças atípicas não aguentam mais ouvir O que é autismo? De acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), o Transtorno...

Por que existe o Dia da Criança Africana?

Por que existe o Dia da Criança Africana?

O Dia da Criança Africana, comemorado no dia 16 de junho, foi instituído após uma manifestação estudantil em Joanesburgo, na África do Sul, que resultou em centenas de vítimas. Embora a data exista em memória deste acontecimento, também deve ser vista como um momento...

Como acolher as crianças refugiadas?

Como acolher as crianças refugiadas?

Em todo o mundo, estima-se que existam mais de 100 milhões de refugiados. Tratam-se de pessoas forçadas a deixar suas casas devido às guerras e conflitos armados, perseguições e abusos de direitos humanos, conforme explica a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR)....

Tudo o que você precisa saber sobre o autismo infantil

Tudo o que você precisa saber sobre o autismo infantil

Leia mais: 👉 Autismo: o que é e quais são os sinais do TEA? 👉 4 mitos sobre o autismo que precisam ser desfeitos 👉 O que as famílias de crianças atípicas não aguentam mais ouvir O que é autismo? De acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), o Transtorno...

Por que existe o Dia da Criança Africana?

Por que existe o Dia da Criança Africana?

O Dia da Criança Africana, comemorado no dia 16 de junho, foi instituído após uma manifestação estudantil em Joanesburgo, na África do Sul, que resultou em centenas de vítimas. Embora a data exista em memória deste acontecimento, também deve ser vista como um momento...

Por que ensinar as crianças a amar os animais?

Por que ensinar as crianças a amar os animais?

O convívio com os animais pode ser muito benéfico para as crianças, já que essa relação trabalha as habilidades sociais e emocionais dos pequenos e pequenas, por exemplo. Além disso, saber mais sobre outras espécies é fundamental para a educação ambiental. Pensando em...

68 Comentários

  1. Marta Caldeira Zagato

    Ótimo texto,ótimo video!Difícil mesmo detectar pesadelo e ou terror noturno.Com certeza absoluta teremos pais mais seguros para lidar com ambos os casos,características bem distintas e esclarecedoras,parabéns ao especialista Leonardo e toda equipe da Phiytters!

    Responder
  2. Veronica Biazzi

    Muito bom texto! Tenho um menino de 3 anos e já ouvi falar mas não tinha ideia da diferença entre um e outro. Muito esclarecedor. Obrigada pela orientação.

    Responder
  3. Andrea

    Ótimo texto e video. Minha filha tem crises de terror noturno desde os 4 anos. Exatamente como descrito na matéria. No início foi muito difícil e doloroso lidar com isso. Era quase que diariamente. Em algumas ocasiões ocorria 2x na mesma noite. Ficava com medo de colocá-la pra dormir. Mas depois de entender e aprender a lidar com as crises, ficou mais fácil. Ainda me dói quando ela tem. Sinto todo o desespero e angustia dela por 10 a 15 minutos sem poder tirar isso dela. Só tentando acalmá-la. Mas tambem estou mais preparada para ajudá-la. As crises estão mais espassadas hoje. Espero que em breve acabem. Postem mais matérias sobre o assunto. Obrigada.

    Responder
  4. Shirlei

    Parabéns pelo conteúdo, bem esclarecedor. Minha filha tem terror noturno e é um pouco mais agitado do que na matéria. Tem desde os 2 anos, hoje ela tem 5 anos e nada mudou. Ela faz terapia pra tentar ajudar mas ainda não vimos resultado. Infelizmente!

    Responder
  5. viviane

    meu filho de 9 anos tem terror noturno e to desconfiada que meu Nenê de 1 ano também tem…..

    Responder
  6. Miriam Bsrrozo

    Tenho um filho de dez anos e desde ps 7 anps sofre com terror noturno. De um tempo para ca as crises acontecem tres a quatro vezes ma noite. Agora comecou a falar e apontar que tem gente no quarto. Grita, chora, corre da cama. Nao sei mais como reagir. Alguem pode me ajudar.

    Responder
  7. Leandro Roveri

    Excelente texto.
    Ajudou muito a esclarecer.
    Obrigado

    Responder
  8. Ilenilde Almeida

    Meu filho tem 8 anos ele tem terror noturno e muito angustiante. Inclusive estou com ele nesse momento deitada na cama dele acabou de ter uma crise. Mais assustador que ele fica com a pupila dilatada com os olhos arregalados chorando muito falando coisa com coisa é horrível

    Responder
  9. Carlos

    Não sei mais o que fazer. Minha filha tem 3 anos, está diariamente apresentando o quadro. Os episódios duram15 min a 25 min mas, já chegaram a 1h de terror! É angustiante e deprimente não poder e não conseguir ajudar. Nesse exato momento ela acabou de dormir após 21min de crise e eu me encontro tremendo e desesperado. Por favor, alguém que tenha alguma dica ou solução para o fato

    Responder
  10. Beatriz

    Meu filho teve vários episódios, mas agora graças a Deus ele não tem mais nada, está com 13 anos.

    Responder
  11. Fernando

    Minha filha de 4 anos acorda ou continua sonhando de olhos abertos dizendo q tem aranha ou formigas na mao / quarto. O q funciona é falr q papai vai tirar todas, acender aluz, mostrar q nao tem nada e tb levar pra sala ver desenhos na TV até adormecer novamente.

    Responder
  12. Marleide

    Estou passando por isso também, minha filha apresenta todos os sintomas do terror noturno, mas a pediatra me aconselhou a esperar um pouco antes de procurar um neuro, segundo ela, aos três anos é mais provável que seja pesadelos. São momentos aterrorizantes, eu fico sem saber como agir.

    Responder
  13. Caroline

    Minha filha de 4 anos tem pesadelos todas as noites. E acaba que quando ela acorda, a colocamos em nossa cama. Não sabemos mais como lidar com esse processo. Muito cansativo acordarmos toda madrugada há meses já.

    Responder
  14. Karol

    Minha filha está tendo terror noturno, na verdade ela teve um no sono da tarde, e agora pela noite. é realmente muito ruim, no sono da tarde ela acordou fazendo gestos, e depois ficou aterrorizada, e assustada, meu esposo ficou muito assustado tbm. Eu estou sem saber o que fazer. Nesse momento estou chorando Prq e muito ruim ve ela desse forma. 💔

    Responder
  15. Dirlene

    Excelente. Sou mãe de um menino de 1 ano e 9 meses e essa semana fomos surpreendidos por esse comportamento. Ele se debate tanto, não aceita que chegue perto dele e grita e chora…Horrível. Tudo passa como se nada tivesse acontecido. Estou desde a ultima terça feira sem dormir por que fico assustada. Obrigada pelo esclarecimento. Muito útil.

    Responder
  16. CYNTHIAN ALVES MACIEL TRAUZZOLO

    Meu filho de 6 tem duas semanas que começou gente é angustiante , tirei o videogame achando que fosse o caso, dou chá de camomila para dormir e nada resolve.

    Responder
  17. Adriana

    Tenho uma bebê de 1 ano e fazem 5 dias que ela está tendo terror noturno.
    É assustador, ela acorda atordoada se levanta imediatamente da cama, fica andando de um lado para o outro aos gritos, chora desesperadamente, quando tento pegá-la ela se debate toda para ir para o chão.
    No rosto o semblante é de total desespero, olhar fixo, não me reconhece.
    Nunca tinha visto isso, estou desesperada.

    Responder
  18. Jorge Fernando Mazarem

    Olá pessoal, aqui em casa temos problemas similares aos descritos na matéria e aos comentários dos leitores, difícil mesmo é uma solução, pois parece que ninguém sabe so certo o que fazer,por isso peço que se faça mais matérias sobre o assunto pra que tenhamos esperança de uma boa ideia no assunto, abraços e boa noite,agora são 3:25 finalmente minha filha se acalmou,

    Responder
  19. Carla Santos

    Olá pessoal!!
    O meu filho é uma criança de 4 anos,uma criança super calma, moramos em um lugar que não dispõe de stress excessivos, ele tem uma rotina diária aconselhável para idade dele, enfim… tudo propício pra o desenvolvimento saudável de uma criança.
    Infelizmente de cerca de 2 semana para cá, tenho tido medo da chegada das noites, o meu filho tem tido “crises” de terror noturno, ele fica em uma situação super desesperadora, o que não lembra em nada ,a personalidade do meu filho
    É o seu primeiro ano de escola, fiquei tão assustada com tudo que vem acontecendo com ele ,que até pensei em ser algo de ruim que estavam fazendo com ele durante o dia e que estava se refletindo a noite.
    Não que isso seja boa, mas dá uma espécie de “calma”, saber que tem outras pessoas que está passando pela mesma situação.
    Por favor, lancem mais informações para que possamos ajudar no desenvolvimento saudável dos nossos filhos!

    Responder
  20. Helder Cunha Carvalho

    Meu filho tem 5 Anos hoje, e quando tinha 1 ano apresentou algumas crises porém passou.
    Agora com 5 anos as crises voltaram aterrorizantes acontecem de 1x até 4x na mesma noite. No inicio tentava acordá-lo para acalmar mas nada adiantava, ela se debate, fica resmungando, as vezes senta na cama chorando. Agora nas ultimas crises fico do lado dele até se acalmar e dormir novamente.
    Marquei com uma Psicologa para ter uma melhor orientação. Pois as crises são diárias. Caso tenha alguma novidade na consulta que possa ter ajudado. Postarei aqui para ajudar também.

    Responder
  21. Tayllane

    A minha filha faz isso 2/3 vezes por noite, tem 4 anos quase 5. E eu estou extremamente cansada e estressada com isso, não sei o que fazer. Ela acorda a noite inteira. Não consigo descansar.

    Responder
  22. Vanessa bernarde

    Meu filho quando tinha 3 anos tbm acordava assim gritando eu chamava ele pelo nome e parecia q ele não estava me vendo , so chorava e gritava de medo ,cheguei pensar q estava tendo uma convulsão , mas depois
    De um tempo ele relaxava e coseguia
    Dormir novamente , aconteceu duas vezes hj ele está cm 5 anos e graças a Deus não aconteceu mais

    Responder
  23. Debora

    Minha filha tem 5 anos e está tendo espisodios todas as noites, chora, se debate, grita muito e não me reconhece. Estou desesperada, é muito angustiante. Tenho tentado não acordar e nem falar com ela como já fiz. Só controlo para que não se machuque mas é terrível saber que não tem o que fazer! Se alguém tentou algo que deu certo por favor poste aqui!

    Responder
  24. JULIANA MACEDO BATISTA

    Minha filha tem 3 anos e 7 meses, ela começou a ter episódios de terror noturno não tem 3 meses ainda, mas de uns dias pra cá a frequência aumentou, até na soneca da tarde ela tem, ontem teve 2 vezes, essa noite já teve duas vezes também. Pelo que li nesse texto, quando são muito frequentes precisa procurar ajuda médica. Fico na dúvida e muito preocupada, pois em alguns momentos da crise, parece muito o descrito sobre terror noturno nesse texto, em outros parece choro de dor, mas eu tento perguntar onde dói, ela não responde e nem abre o olho, fica muito nervosa e se debate. Não sei, tá muito estranho! Vou procurar um neuro pra ela.

    Responder
  25. Jean Rodrigo

    Bom dia!
    Ótima explicação, meu filho tem o terror noturno, ele tem 9 anos, as vezes tem todos os dias na semana geralmente após uma meia hora quando vai dormir, quando acontece ele se levanta chama por nós meio chorando e não fala nada com nada, evitamos que ele fique no celular ou no video game durante o dia.
    Pelo fata de algumas vezes acontecer isso todos os dias devo procurar um especialista?

    Responder
  26. Denys Carvalho

    Estou neste exato momento colocando meu filho de 08 anos para dormir novamente, depois de uma crise de terror noturno. Cheguei nessa página justamente por uma pesquisa para tentar entender o que está acontecendo, já que faz só um mês que começaram essas crises e ainda não tinha entendido.
    O texto da explicação é excelente e bateu exatamente com o que estamos passando e serviu demais para que eu me tranquilizasse e entendesse o que está acontecendo, obrigado!

    Responder
  27. Sabrina

    Isso acabou de acontecer com meu filho de 5 anos…estou muito assustada! Vim na interneg achar algo e encontrei essa matéria…
    Que Deusnos abençoe

    Responder
  28. Renata Siqueira

    Nossa são diferentes casos. Meu filho tem 4 anos e a pouco tempo ele vem apresentando esse sintoma. Isso acontece qdo ele é acordado por alguém,tipo, ele dormiu há meia hora e chega o irmão e começa a falar próximo a ele. Já é motivo pra acordar desesperado, gritando, pulando, arregala os olhos, e fica me chamando. Chegamos até a gravar. Parece q ele fica vendo alguém q quer pegar ele, e tenta fugir de alguém. É muito assustador.
    Eu creio q isso vai passar logo.
    Já acordou algumas vezes na madrugada assim. É raro.

    Responder
  29. Patrícia Campos Rosa

    Neste momento meu filho de 8 anos acabou de ter um terror noturno, isso começou depois que fomos para praia no último feriado de novembro agora e eu e ele quase afogamos no mar, desde então ele acorda muito,muito, muito assustado, corpo todo gelado, coração acelerado e fala nada com nada. Tem sido noites difíceis demais e não sei mais o que fazer. Por isso entrei aqui e encontrei esta matéria.

    Responder
  30. Josiane

    Meu bebê tem 1 ano e 3 meses, desde que completou 1 ano começou a apresentar sintomas de Terror Noturno, que somente ontem descobri após consulta com a Pediatra, que me desaconselhou a procurar o Neuro, porque as crises tem acontecido 1 vez por semana ou a cada 15 dias.Pesquisei muito sobre o assunto e li o relato de uma mãe que postou um vídeo da filha tendo episódios de crise assim como meu filho e a Mãe disse que recebera o diagnóstico de Síndrome Epilética Noturna após realizarem ELetroencefalograma. Fico muito angustiada, as vezes sinto medo porque meu bebê fica se escondendo como se estivesse sendo atacado, amedrontado até mesmo porque algumas vezes fica com os olhos fechados e em outras quando fica com os olhos abertos parece não estar me enxergando e nem me ouvindo. Não sei o que fazer começo a rezar, as vezes parece coisa espiritual. Enfim me sinto impotente assim como vocês.

    Responder
  31. Marylin Vital

    Meu Deus cheguei aqui agora pesquisando algo pra tentar entender oq acontece com meu filho de 6 anos é a terceira vz em noites seguidas q ele faz isso acorda chorando chamando eu o pai os irmãos desesperado falando coisa com coisa soua friu treme muito .Não sabemos oq fazer ficamos desesperados agente reza pedi a Deus até ele se acalmar derrepente acaba tudo em questão de segundo como se nada tivesse acontecido e ele não se lembra de nada. É desesperador tudo isso.

    Responder
  32. Marina

    Minha filha tem 4 anos e comecou com esses pesadelos tbm,muito ruim isso vamos orar pedir p Deus p acalmar nossas criancas.

    Responder
  33. Alini

    Estou nesse exato momento passando isso com meu filho de 6anos, normalmente quando acontece é depois de uma hora que ele dormi, não sei se o mesmo que acontece com os demais. Já li o que pode ajudar é acordar a criança no meio da noite pra tentar quebrar esse episódio, já fiz algumas vezes e deu certo, mais nem sempre consigo acorda-lo, pois acabo adormecendo tb!!
    É um desespero que s gente não consegue controlar, mais vamos pedir a Deus pra acalmar seus coraçãozinho!!

    Responder
  34. Roseclei

    Bom dia.
    Meu menino sonhando sente dores na cabeça, chora. A alguns meses bateu a cabeça… Feito raio x…zero fratura. É possível que as dores sejam pesadelos?? Alguem passou por isso com seu filho?

    Responder
  35. Magno

    Meu filho tem 6 anos e na metade dos 5 anos começou e eu Percebi que quando ele dorme a tarde, ele não tem as crises. Espero que passe logo.

    Responder
  36. cassia

    Boa noite pessoal. minha filha tbm teve muito terror noturno,dava todas as noites,não sei se ajudará alguns mas fiz uma campanha de 7 dias.rezando na hra de por ela dormir um creio com fé. hoje graças a Deus ela melhorou muito, quase não tem mais.

    Responder
  37. Joyce

    Minha filha tem 2 anos,e alguns meses começou a ter com frequência esse terror noturno,sei que parece coisa de gente crente,mas eu nao acho normal,acabei de ficar quase um hora segurando minha filinha,A segunda noite consecutiva, as 4 da madrugada começa,pra ser sincera nao acho que seja normal,acho que é espiritual sim!Quando criança tive episódios parecidos e oque eu me lembro nao erá coisa boa,devemos clamar a Deus pela vida de nossos filhos! Vo pedir pra manipular um remédio natural pra acalmar e ver se melhora,boa sorte a todos

    Responder
  38. Yasmin Rodrigues Gomes

    Meu irmão de 4 anos tem terror noturno todas as noites que dorme comigo, chamando pelos meus pais(eu moro com meus avós e ele com meus pais) e em algumas noites lá com meus pais ele tem isso novamente, sempre chamando por mim.
    O que eu faço? Sempre tento confortar ele quando acontece, conversar e tal mas ele grita muito e chora demais. Acontece todas as noites quando está comigo, não sei mais o que fazer.

    Responder
  39. Ezequias Borges

    Boa noite,meu filho de 4 anos também bem apresentado essas crises e agente fica sem saber o q fazer.graças a Deus q as crises dele demora para acontecer,várias entre uma a duas semanas mais quando acontece agente fica sem chão.

    Responder
  40. Angelica Albuquerque Aciole

    Boa noite minha filha tem 7 anos e não consegue dormir sozinha ela levanta várias vezes na noite muitas vezes chorando com muito medo não vai nem no banheiro sozinha aliás nem de dia. O que deve fazer ?

    Responder
  41. Rosimeire

    Boa noite! Meu Pedro nunca havia tido um pesadelo, agora a pouco teve, mas eu, com essa crise louca de corona vírus fui a mil por hora, não sabia definir o que meu filho tava sentindo, eu perguntei se ele não estava conseguindo respirar. Quase corri com ele pro hospital onde é o único com pediatra de madrugada e onde teve uma morte suspeita com o vírus. Meu Deus. É horrível não saber definir. Eu não sabia se estava passando mal ou se era apenas um pesadelo. Mas acho bem provável que os vídeos no celular são péssimos companheiros para as crianças. Voltou a dormir. Observarei durante o dia. Mas aqui fiquei um pouco mais tranquila. Obrigada.

    Responder
  42. Jussilene

    Boa noite! Há 3 meses meu filho de 9 anos tem sofrido com esse terror noturno não consegue mais dormir sozinho em seu quarto, dorme 1 hora no máximo e já acordar chorando, assustado, dizendo que está ouvindo barulhos, tem medo de deixar a luz apagada, a porta fechada enfim, hábitos que não existia antes e agora passou a acontecer com frequência.
    Cheguei a pensar que pudesse ser os games tirei o celular por 1 semana mas, mesmo assim as crises persistem.
    Tem noite que eu, meu marido e meu filho só conseguimos dormir quando o levo pra minha cama só aí que ele volta a pegar no sono novamente.
    Vim parar nessa matéria porque estava procurando algum assunto que pudesse me ajudar com essa questão e essa matéria me esclareceu muito sobre o assunto obrigada!

    Responder
  43. Nicolle

    Meu filho de 6 anos começou recentemente com isso! Três noites seguidas acontece isso! É muito angustiante e também nessa época do covid-19 já estou mais angustiada ainda por tudo! Com medo de tudo! Deus abençoe nossos filhos

    Responder
  44. Vanessa Bernardes da Silva Barbosa

    Olá pessoal, tudo bem com vcs, eu tenho um filhinho de 3 anos e meio, ele tem terror noturno desde os 2 anos, eu e meu esposo também ficávamos super preocupados, porque na verdade meu meu filho tem Síndrome de Deleção , (síndrome rara está sendo estudada ainda, causa problemas comportamentais e atraso no desenvolvimento ), então achávamos que era dessa síndrome, mais não, descobrimos que era terror noturno, meu filho já passou por 2 neuropeditra e estamos no 3 agora, que graças à Deus passou um remédio natural chamado Calman que aparentemente ajudou meu filho no sono, já tem 2 meses que ele está tomando até agora não teve mais episódios de terror noturno. Que Deus abençoe a todos.

    Responder
  45. Ludmila Taylor

    Meu filho de 7 anos tem terror norturno… Na minha cabeça eram apenas pesadelos, mas são mts frequentes quase toda noite.. ele chora, se assusta, fica agitado, ele reage de olhos abertos mas percebi que msm assim continua dormindo, pq no outro dia ele não lembra de nada.. eu fico conversando p acalmar e dando carinho até passar e ele voltar a dormir. É difícil viu !

    Responder
  46. Graça Pereira Tavares

    Pode ser em bebe de 8 meses aliás acho que ele tem isto já desde os 4 meses
    Acorda a gritar … tento acalma lo as vezes até me rejeita e fica assim inconsolável durante uns minutos que para mim parecem horas intermináveis…. depois já calminho mas cansado la o adormeço … um processo que demora por volta de 1 hora, 1hora e meia.
    O marido numa tentativa de começar ele a tomar conta dele durante a noite, numa dessas crises acordou o…. chii uma das piores noites que passei
    Foi horrível ele gritava e gritava …. cansadíssimo mas lotava para dormir fui brincar com ele, ficava uns 5 minutos a rir e tentar brincar mas depois chorava e arrastava a cabeça no chão de tão cansado mas não queria adormecer ao fim de 3 horas de desespero e de me deixar balança lo pele casa toda la adormeceu e ficou até de manhã

    Responder
  47. Vivyan

    Acredito que meu filho tenha terror noturno infantil. Ele tem apenas 1 ano e 11 meses, mas tem dias que ele acorda super assustado, suando, chorando muito, aí eu acalmo ele e ele volta a dormir. Mas só agora ele acabou de fazer isso duas vezes, são 00:09. Isso corta o meu coração e muitas vezes eu preciso dele dormindo pra estudar .

    Responder
  48. Tamara

    O meu acabou de ter TB. 1 ano e 3 meses. Ele tem esporádico e geralmente é no sono da tarde, mas hj teve agora de noite. É um ataque de Pânico, eu pego no colo pq se deixar na cama é pior. Mas ele se debate, hj coloquei ele no chão e ele veio pro meu colo. Fiz mamadeira e dei, dormiu no meu colo. Mas dura uns 20 mints. Qd ele acalma, quem desaba sou eu. Não sei como ajudar ele.

    Responder
  49. Ariele Cristina de Oliveira Avelino

    Meu filho tem quase 10 anos, ele já teve crises çom 5 anos, agora voltou. Ele diz ver tudo longe e muito rápido, acorda desesperado, tremendo, chorando, gritando pedindo ajuda, não me ouve, não me reconhece, nao sei o que fazer, já levei no oftalmo, já tirei celular, nada tá resolvendo. Não sei o que fazer mais.

    Responder
  50. Regina Teixeira

    Minha Filha de 4 anos recentemente acordou muito assustada, disse ter tido um pesadelo e desde então quando chega a noite ela já apresenta um comportamento diferente, fica com medo de ficar sozinha em qualquer parte da casa e para onde eu vou ela vai junto.
    E muito dezesperador vela com medo, fico muito angustiada, e me apego com Deus pedindo proteção e livramento.
    Que Deus abençoe e proteja nossas Crianças

    Responder
  51. Lilia Alves

    Minha filha começou a ter esse sintomas de terror noturno a semana passada. Ela tem 3 anos e 9 meses.
    É complicado demais, ela bate as pernas na cama, fica mexendo, chora, grita. Fico assustada, e acredito que isso não é normal. Vou procurar um neuropediatra, e rezar muito, porque nossas crianças estão muito nervosas e agitadas. Só Deus para ter misericórdia. Não é fácil.

    Responder
  52. Fabiana

    Tenho 22 anos e até os 9 eu tive terror noturno e até hoje eu e o meu irmão falamos dormindo. Se os meus pais não tivessem me falado que eu gritava durante a noite eu nunca saberia! A única vez que eu me lembro eu tinha uns 4 anos e lembro de ver alguém me dando uma bebida, mas quando acordei vi que estava sentada na cama segurando um copo invisível e o meu pai me olhando da porta, não entendi porque ele estava ali, só deitei e dormi de novo (mas não lembro de ter gritado). O único problema era que eu/minha mãe tinha que avisar as pessoas que ”as vezes eu grito a noite não precisa se assustar” quando dormia fora de casa, aliás, foi assim que eu fiquei sabendo que gritava durante a noite, meus pais já deveriam ter se acostumado então eu posso ter tido terror noturno todos os dias, ou uma vez por mês/semana, nunca vou saber pq realmente eu não lembrava de NADA, muito diferente de quando se tem pesadelos que você acorda e consegue se lembrar do sonho. Eu acho que o terror noturno é mais aterrorizante para os pais do que para a própria criança.

    Responder
  53. Suely

    Boa tarde!… estou passando por Está mesma situação desconfortável,fui dormir com minha filha na casa de uma amiga e ela até reclamou pq minha filhas duas noites acordou gritando com muito medo e eu tive que ligar a luz pra ela acalmar mas aqui em kza ñ dormimos no escuro total e ela teve esses episódios várias vezes aqui também
    Fico no panico, mas depois de ter lido estava esta matéria vou tentar ter mas calma para ajudá-la.

    Responder
  54. Luciana

    Meu filho tem 2a 1m e começou a ter essas crises a 15 dias. Antes nunca tinha tido.. Meu esposo leu sobre o assunto desde a primeira noite… Teve semana que ele teve 2x na semana.. Teve semana que não teve. E hj teve novamente. É realmente assustador, mas teve uma noite que começamos a cantar música que ele gosta e passou mais rápido, teve noite que meu marido tocou no violão música que ele gosta, Estamos tentando formas de acalmar mais rápido. Mas ele começa a chorar muito e fica sentado na cama, olha pra mim mas parece que não me vê e quando chego perto dele, ele tenta se afastar.

    Responder
  55. Érika da Silva Moreira

    Boa tarde!
    Tenho um filho de 6 anos , e to de noite ele acorda gritando e chorando , em desespero
    Mais é toda noite , não sei o que fazer me assusto e fico muito preocupada
    E ao acordar ele não se lembra de nada .

    Responder
  56. Jaque

    Estou nesse exato momento acordada porq já se faz três vezes que meu filho acorda assustado, debatendo na cama, chorando basta sem parar, e com os olhos abertos e agindo exatamente desta forma como não me conhecesse e como não quisesse calma e só estresse, e eu tbm fiquei estressada por achar q estivesse sido algo por conta do celular, e agora vendo esse vídeo e os comentários tô começando a entender que ele passar pela mesma situação, estou muito triste com tudo isso e tbm ao mesmo tempo aliviada por ver texto 😢 de várias mães passando pela mesma situação e tô vendo que o meu filho 6 anos precisa muito da minha ajuda e minha calma pois não é fácil na verdade eu e a tia dele estamos enfrentando essa barra que creio em nome de Jesus q logo vai passar. Vou ajudar meu filho mais e Mais. Obrigada por ajudar!

    Responder
  57. Camila Farias martins

    Como a informação faz diferença na vida da gente…

    Fico muito agradecida pela disponibilização dessa matéria e pelos pais compartilharem suas experiências aqui.

    Tenho um bebê de 11 meses que desde os 8 passa por momentos bem parecidos com esses de “terror noturno”. Mas como eu nunca tinha ouvido falar, não podia associar. É realmente desesperador. Ele acabou de sentir. Ficamos de 2h às 3h na tentativa de acalma-lo para dormir de novo. E agora sou eu que não consigo mais dormir de tão preocupada que fiquei.

    Quando estiver mais descansada escrevo aqui os detalhes do que ele sente pra compartilhar com vcs. Bjs

    Responder
  58. Gustavo Woltmann

    Estou impressionado com esse trabalho. Muito bem explicado.

    Responder
  59. Gabriel

    Olá, eu e minha esposa temos um filho de 3 anos, e desde os 2 anos mais ou menos ele começou a apresentar comportamentos parecidos com os descritos aqui, porém as crises dele vem quase sempre depois que ele acorda do soninho do final da tarde, depois que chega da escolinha, ele sempre acorda chorando, e reclama de dor nas pernas, ele começa a se debater, grita muito, como se estivesse com raiva, sua frio (bastante) não quer ficar no colo e nem sozinho, mas ao contrario do que e relatado pelos outros pais ele nos reconhece, isso dura quase sempre no minimo 30 a 40 minutos, e acaba repentinamente, e ele volta a ser normal como ele é, como se nada estivesse acontecido, é extremamente estressante e nos deixa apavorados, pois nada do que fazemos o acalma. Ele reclama muito de dor nas pernas quando esta na crise, mas quando passa ele anda normal, não manca e nem aparenta sentir dor. As crises são sempre durante a semana, nos finais de semana é raro isso acontecer. Durante o dia é uma criança normal e bastante ativa, muito feliz e carinhoso, ja o levamos em diversos medicos e fizemos todos os exames disponiveis e não apresenta nada, inclusive mapeamento cerebral, tudo normal sem nenhuma alteração. Já não sabemos mais o que fazer. ele toma Sédatif duas vezes por dia, melhorou apenas o sono durante a noite ele vem dormindo melhor, mas as crises continuam.

    Responder
  60. A.Carmo

    tenho 76 anos. Ha´mais de um ano venho apresentando, durante o sono, um quadro semelhante ao que se descreve como terror noturno. Minha esposa relata que falo e grito, na maior parte das vezes, frases ou palavras ininteligiveis.As vezes sento na cama, olhos abertos e assm fico por
    alguns segundos. Ultimamente fico me agitando e as vezes agressivamente. Devido a pandemia, com as restrições impostas fui diagnosticado
    com ansiedade pre depressão, e estou em tratamento medico desde outubro passado. Os sintomas de depresão/ansiedade se foram, porém a
    manifestação do terror noturno (?), se tornou muito mais frequente, quase todas as noites. Acordo descansado e disposto e não lembro de nada.
    O que fazer?

    Responder
  61. Cíntia da Silva Pereira Fernandes bitencorte

    Minha filha tem 4 aninhos quase 5 acorda a noite,senta na cama chora de sair lágrimas nos olhos,chama por mim e se debate mas no máximo 3 a 5 minutos tá tudo bem e ela volta dormir , oro por ela antes de dormir ela também ora,e tem ajudado bastante pois depois da oração ela diminuiu muito e creio que isso vai passar em nome de Jesus.. é normal ser Tao rápido o episódio pois ela não fica 10 minutos não nunca ficou ainda bem nem vai ficar eu creio pois é horrível!

    Responder
  62. Ana Maria

    Me chamo Ana Maria St sofrendo muito cm meu filho de 11 anos ele todas as noites acorda chorando e senta na cama cm os olhos aberto tipo cm se estivesse vendo algo q lhe assista muito e fica cm medo e chorando não sei o q fazer mas devo procurar um especialista.

    Responder
  63. Tatiana

    Tenho uma bebe de 2 anos e meio que anda tendo terror noturno. Ela acorda todo dia por volta das 4 ou 5 horas e sai correndo tentando sair da casa. Parece que nada a acalma ela fica chorando e gritando e quando a gente chega perto ela empurra a gente, é apavorante. E ver os comentarios do tanto que é frequente me deixa mais preocupada e apavoranda, principalmente porque todos dizem que não a muito o que fazer. Na minha filha isso esta acontecendo diariamente, fico muito assustada e na maioria das vezes ela não volta a dormir de tão assustada.

    Responder
  64. Maisa Chagas

    Que artigo maravilhoso. Cá estou eu, às 03:20 da madrugada após um episódio de quase 30 minutos onde parece que nada é capaz de acalmar meu filho de 1 ano e 11 meses. Marido não tem paciência e eu ainda com outro de 6 meses no ventre. Fase difícil essa. Difícil ver a agonia e não conseguir tirar isso dele. Como grita! Como se debate e me bate, e me chuta! Deveria ser algo mais trabalhado nas mídias, já que é tão comum e tão assustador ao mesmo tempo.

    Responder
  65. matheusa amazonas

    Excelente texto.
    Gostaria de compartilhar a experiência que estou passando com meu filho de 3 anos e meio, pois toda noite de 2 a 3 vezes por cerca de 10 minutos ele acorda assustado, gritando alto e em todas as vezes começa se pisar forte co o pé batendo na coxa. estou muito preocupado e já estou buscando ajuda. Minha maior preocupação é porque ele fica se batendo.

    Responder
  66. Claudio Cunha

    Boa noite, meu filho tem 6 anos e tem ultimamente acordado com medo e vindo para a nossa cama, mas hoje foi diferente. Gritou, o pegamos de olhos arregalados, tremendo, perguntamos se algo doía e colocou a mão na garganta como se algo estivesse doendo muito, mas minha esposa o retirou do ambiente colocando no colo e ele relaxou imediatamente. Logo, apagou. Acordou 2x logo após, mas tb apagou após uns 5 segundos. Medimos batimentos cardíacos e tudo ok. Que susto. Questão da garganta deve ser porque teve laringite há poucos dias e hoje foi a última dose do Predsin, que deixa a criança alucinada (extasiada gritando por qquer coisa, pulando, enfim, parecendo hiperativo).

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-book gratuito! Vamos falar de conscientização ambiental com as crianças?

Descubra a importância do tema e o papel da literatura nessa jornada!

Boa leitura!