Prêmio Reclame Aqui

Será que seu pequeno é um bebê high need?

por | mar 18, 2021 | 44 Comentários

Você já ouviu falar em bebê high need? Não? Mas se você tem um bebezinho em casa, além de receber doses diárias de amor e fofura, com certeza, também vai se identificar com alguma destas situações: choros e gritos intensos, noites mal dormidas, sentimento de cansaço e esgotamento o tempo todo. Pois é, para as mães de recém-nascidos, a rotina não é nada fácil!

Os pequenos e pequenas exigem, a cada minuto, muita atenção, cuidado, dedicação, carinho… E as mães, muitas vezes, se desdobram em mil para conseguir atender a todas essas vontades e necessidades dos bebês que acabaram de chegar ao mundo. Quer saber mais sobre o que é um bebê high need? Então, acompanhe!

O que é um bebê high need?

Todo mundo no comecinho da vida demanda quantidades extras de cuidado e atenção, não é mesmo? No entanto, alguns bebês podem ser mais exigentes do que outros. Esta é a teoria do pediatra americano Dr. William Sears, defensor da criação com apego.

Após o nascimento do seu quarto filho, Dr. Sears e sua esposa, Martha, que até então não acreditavam em crianças “mimadas”, perceberam que a caçula Hayden demandava muito mais atenção e necessidades do que os três primeiros filhos. Como a criação dos quatro filhos havia seguido o mesmo padrão, a “culpa” de a pequena bebê ser tão “chorona” não poderia ser dos pais. Pensando nisso, o Dr. Sears instituiu o termo bebê high need que, em português, pode ser traduzido para bebê de altas necessidades.

Segundo o pediatra, 12 características podem ser observadas para identificar um bebê high need. São elas:

1. Intenso: ele grita, chora alto e demonstra com muita intensidade suas vontades e desejos.

2. Hiperativo: está sempre se mexendo ou mexendo em alguma coisa. Não gosta nada de ficar quieto!

3. Ele te esgota: o bebê high need esgota todas as suas energias! Ele demanda tanto de você que você se sente sugada e sem tempo para mais nada.

4. Mama frequentemente: o bebê quer mamar, se alimentar ou ter alguma coisa na boca a todo momento.

5. Alta demanda: ele quer tudo do jeito dele. E agora!

6. Acorda o tempo todo: ele tem dificuldade para adormecer e, quando adormece, acorda de hora em hora.

7. Insatisfeito: não importa o quanto você se esforce, o bebê high need está sempre insatisfeito! E você, sempre com o sentimento de culpa.

8. Imprevisível: o que funcionava ontem, já não funciona hoje. Ele não consegue criar hábitos e tem mudanças extremas de humor.

9. Super sensível: este bebê está sempre alerta ao ambiente ao seu redor. Se entedia, chora ou acorda ao menor movimento ou ruído fora do comum.

10. Não dá para tirá-lo do colo: berço nem pensar! Ele precisa estar o tempo todo no colo e, de preferência, em movimento.

11. Não consegue dormir sozinho: ele dificilmente conseguirá cair no sono sozinho em seu berço. Ele precisa de ajuda, precisa ser embalado e acarinhado.

12. Sensível a separação: ele não aceita outros cuidadores com facilidade, e vai chorar e gritar sempre que tiver que se separar da mãe.  

Será que meu pequeno é um bebê high need?

Em seu artigo, o Dr. Sears explica que o pequeno ou pequena não precisa apresentar todas estas características para ser considerado um bebê high need. Contudo, se você notar pelo menos três delas em seu filho ou filha, já poderá considerar a possibilidade de ter em casa um bebê de altas necessidades.

Por outro lado, o pediatra alerta para que estes “sintomas” não se confundam com necessidades naturais de um recém-nascido. Portanto, segundo ele, um bebê só pode ser considerado high need se apresentar três ou mais características, após os cinco meses de vida.

Outro ponto bastante importante é não utilizar o termo para rotular ou sentenciar a criança a este ou aquele comportamento, por exemplo. É preciso transformar estas características únicas e especiais em potencialidades. Afinal, ser uma pessoa intensa, persistente e sensível são qualidades que podem levar seu filho ou filha a realizar seus sonhos e a viver da melhor maneira possível. Portanto, cabe aos pais, apoiar e direcionar as crianças de maneira positiva!

Como a literatura infantil pode ajudar neste momento

Um bom livro infantil é capaz de auxiliar muito no cotidiano de pais e mães de bebês exigentes! Como o bebê high need demanda bastante atenção, que tal contar com nossos livros cuidadosamente selecionados para essa idade?

Bebês high need gostam de se movimentar e são muito sensíveis. Por isso, escolhemos livros que eles possam manusear de forma autônoma, com temas que, aliados à leitura mediada, favorecem momentos de tranquilidade e relaxamento também!

E é sempre bom lembrar: todas as nossas indicações estão disponíveis na Loja Leiturinha! Confira mais sobre cada um dos títulos:

Meu Doce Livro-Sanfona – O Primeiro Livro de Pano do Bebê

Meu Doce Livro-Sanfona – O Primeiro Livro de Pano do Bebê é super interativo! Ao se desdobrar, ele se abre todo à frente da criança. Esse modelo de livro é ótimo para estimular o momento da brincadeira de bruços (o chamado Tummy Time), para fortalecer sua musculatura enquanto aprecia as lindas ilustrações e personagens. Para momentos lúdicos, de faz de conta, desde os primeiros meses de vida! Seja para pendurar no berço ou para brincadeiras no chão, o importante é deixar que a criança brinque livremente com o livro de pano.

Clique aqui e acesse o site da Loja Leiturinha para adquirir esse título!

Bebê Maluquinho – Fazendinha Maluca

A Fazendinha Maluca é o primeiro livro de banho do clássico Bebê Maluquinho, do renomado autor brasileiro Ziraldo. Com ele, a criança terá contato com a literatura brasileira através de um livro brinquedo, muito acessível aos bebês. Este livro pode ser molhado, dobrado, mordido e amassado por pequenas mãozinhas, sendo um verdadeiro companheiro de artes dos pequenos!

Visite aqui a Loja Leiturinha para conhecer mais sobre esse título!

Passeio de Trem: Meu Livro de Rodinhas

Meu Livro de Rodinhas é um livro cheio de cores vivas e ilustrações alegres para transformar a hora da leitura em uma verdadeira brincadeira! Com ele, as crianças dão os primeiros passos no mundo literário de forma lúdica e amigável.

Confira este produto na Loja Leiturinha clicando aqui!

Mágica! Nina e Ludovico

Os assinantes do Clube Leiturinha avaliaram este livro como um dos 30 melhores envios do ano de 2020! 🤩 No livro Mágica!, Nina e Ludovico adoram brincar juntos. E a brincadeira favorita é a mágica! A cada página virada, Ludovico se transforma em um bicho diferente. Até que… ah, esse é o final da história e você precisa ler pra descobrir!

Clique aqui e adquira você também esse sucesso na Loja Leiturinha!

Bebês high need desafiam muitos pais e responsáveis. Mas, com a paciência e os instrumentos adequados, tudo é possível! Você se identificou com alguma das características apresentadas no texto? Acha que o seu pequeno pode ser um bebê de altas necessidades? Compartilhe a sua experiência aqui com a gente!

Leia mais:

Categorias:
0 - 3 anos | Bebê
Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Livros selecionados por faixa etária, todo mês na sua casa. Saiba Mais.
Relacionados
Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

“Viver a maternidade real é me doar a todo momento. É pensar e estar com ele no meu pensamento 24 horas por dia. É me preocupar, é sentir esse medo, acho que até mesmo um medo de perder. É querer aproveitar cada momento como se fosse único e pedir que o tempo pare."...

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

De modo geral, os livros têm a capacidade de formar cidadãos ativos na organização de uma sociedade mais consciente e crítica. Mas qual é a importância da leitura na educação infantil, especificamente? Neste texto, você irá descobrir por que desenvolver o hábito da...

Meu filho dorme mal: 5 dicas para noites mais tranquilas

Meu filho dorme mal: 5 dicas para noites mais tranquilas

Meu filho dorme mal, o que fazer? 😴 Se essa pergunta não sai da sua cabeça, é bom prestar atenção nas informações que temos para você! O sono é importante para que o desenvolvimento mental e físico das crianças ocorra de forma saudável. Como essa fase de crescimento é...

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

“Viver a maternidade real é me doar a todo momento. É pensar e estar com ele no meu pensamento 24 horas por dia. É me preocupar, é sentir esse medo, acho que até mesmo um medo de perder. É querer aproveitar cada momento como se fosse único e pedir que o tempo pare."...

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

De modo geral, os livros têm a capacidade de formar cidadãos ativos na organização de uma sociedade mais consciente e crítica. Mas qual é a importância da leitura na educação infantil, especificamente? Neste texto, você irá descobrir por que desenvolver o hábito da...

Meu filho dorme mal: 5 dicas para noites mais tranquilas

Meu filho dorme mal: 5 dicas para noites mais tranquilas

Meu filho dorme mal, o que fazer? 😴 Se essa pergunta não sai da sua cabeça, é bom prestar atenção nas informações que temos para você! O sono é importante para que o desenvolvimento mental e físico das crianças ocorra de forma saudável. Como essa fase de crescimento é...

44 Comentários

  1. Sônia Maria Pereira da Silva

    Aqui tem uma pequena assim com todas as características é aos quatro anos começou a cair o cabelo é hoje aos seis anos faz aplicações de corticoide para que os cabelos volte a nascer novamente.

    Responder
  2. Angelica

    Tenho uma bebe de 5 meses com esta características os pediatras falar que e Mainha tolerância a leite, cólica , alergia, e hj descobri aqui q não e nada disto .

    Responder
  3. Amanda marinho

    Aqui em casa tenho uma assim.
    Tem quase todas as características citadas.
    Chora muito, choros altos e intensos, não aceita qualquer coisa, quer está mastigando toda hora…
    Já estava me sentindo culpada, pois trabalho fora e fico com ela somente a noite.
    Agora sei que devo ter mais cuidados com ela e atenção.

    Responder
  4. Franciele

    Opa! Que aqui tbm tem um bebêzinho assim
    rsrs… Não com todas as características citadas.Ele não se adaptou em ficar com a minha mãe ( Para eu votar ao trabalho), resultado, sai do emprego, a melhor decisão da minha vida. Graças a Deus, hj consigo dar mais atenção a ele, e tem dias que parece que não consigo dar conta rsrs…

    Responder
  5. Elaine Cristina manara

    O meu BB tem 7meses e tem todas essas características ele é super agitado

    Responder
  6. Denise

    Hummmmm…. aqui em casa tem um assimmmm mesmoooo. Exatamente do jeito descrito.

    Responder
  7. Ana Paula

    OI dei uma olhada e minha filha tem essas caracteristicas.
    o que fazer ??? 🙁

    Responder
  8. Raquel lima

    O meu grita e chora muito quando quer comer. rsrs…

    Responder
  9. Susana Boto

    Hum meu bebe faz 2 meses amanha. Sei que e muito.pequenino. mas revi o numa 6 7 coisas aí.
    Sera que ele e?
    Eu ando esgotada 🙁

    Responder
  10. Gisele

    Eu tenho uma de 7 meses estou esgotada sem forças sem vontade de viver só quer meu colo e peito não aceita nem tomar banho tem que ser de pé na banheira gruda em mim escalando em mim e só ouço que eu que dei mau costume que aguente sem ajuda de ninguém socorro

    Responder
  11. Karla Souza

    Tenho gêmeas de 3 anos, embora sejam de duas placentas nunca consegui entender a diferença entre as duas. Apos assistir, o programa Encontro da rede globo ouvi falar de bebês de alta demanda e agora com esta leitura compreendi o que é. De fato, minha Maria Luiza tem quase todas as características de uma bb assim desde que nasceu. Isso me estressa em demasia, até pq são duas na mesma fase. Estar em casa é mais cansativo do que no trabalho e isso me consumiu tanto que entrei em depressão. Ela não me deixa por ninguém , diz que não gosta do pai. E agora entendo porque. So não sei como agir. Alguma dica??

    Responder
  12. Mariana

    Olá mamães
    Minha segunda filha é um bebê high need. Ela possui todas as características desde que nasceu. Hoje ela tem 1 ano e 3 meses, ainda é do mesmo jeitinho mas também é muito inteligente e carinhosa. É apegada a mim de um jeito que nunca vi e ainda dorme pouquíssimo. Me identifico e sei de fato como ficamos exaustas e como demandam de nós mas devemos ter paciência e trata-los com muito respeito, amor, carinho… temos que ser empáticos para entender e atender na medida do possível suas necessidades. Com esse “tipo” de bebê não adianta deixar chorar ou muitas vezes brigar como muitos falam para o fazer. Mais vale mostrar, conversar, distrair, ensinar. Música os acalmam. Tenho certeza que crescerão adultos amorosos, humanos, justos. Boa sorte a todas. É apesar da dificuldade pensem antes de perder a calma…dê todo amor que eles precisam e merecem s2

    Responder
  13. gislaine Santos

    Tenho um bebê high nerd de 3 anos e meio…
    Ele apresentou todassss a características, tinha dias que achava que eu não iria aguentar…
    Perdi minha identidade, e por um ano só sai de casa para médicos e vacinas…
    Ele foi dormir 4 horas seguidas quando completou 1 ano e nove meses…
    Descobri um grupo nas redes sociais que me ajudou muito com dicas e troca de experiências.
    Hoje ainda é muito demandante, ainda me privo de muitas coisas por conta dele, mas com o passar do tempo fomos nos adaptando a atender a cada uma de suas necessidades…
    Já pensei em sair correndo sem rumo, mas o amor é maior 😍
    Amooooo ele com todas as minhas forças…
    Aceito ajuda e dicas!!!

    Responder
  14. Aline Neves

    Karla Souza, eu estava lendo essa matéria e vi seu comentário. Eu sou a mãe que esteve no encontro falando sobre o tema. Foi uma abordagem bem superficial, mas espero que ajude a levar esse tema ao conhecimento de tantas mães de bebês high need que não entendem o comportamento do filho. Essa matéria é bem objetiva e completa. Meu filho se encaixa com perfeição nas 12 características. Que Deus renove suas forças e lhe de serenidade para passar por essa fase.

    Responder
  15. Celle

    Tenho um assim aqui. Vai fazer 3 anos. Super grudado comigo. Se estou perto e dou toda atenção, fica bem. Mas isso cansa bastante.

    Responder
  16. Tatiana

    Aline neves no programa vc falou em grupos de ajuda ..maes que trocam experiências sera que podes nos passar. Aqui estamos no 7 mes e estou analisando as características e parecem se encaixar! Grata

    Responder
  17. Hellen

    Meu Deus, é o meu filho todinho, ele tem 9 meses, e ainda não dorme uma noite inteira, em uma noite boa, acorda 1 vezes, em uma noite ruim de 30 em 30 minutos, não consigo lavar uma louça, não consigo fazer nada, confesso que tem vezes que quero sumir, do tanto que ele me suga. Eu e meu marido quase enloquecemos.

    Responder
  18. Layne

    Conheci esse termo bebê high need a pouco tempo e acredito sim que minha bebezinha seja uma bebê de altas necessidade…minha bebê não é uma bebê que dorme muito e principalmente qndo estou em casa aii ela só dorme em cima de mim e aí se eu colocar ela na cama apronta o maior berreiro …se eu vou tomar banho e ela acorda chorando e o pai dela a pega no colo ela chora até eu pegar ela e ela não aceita o colo de ninguém …entre outros pontos citados nas características eu acredito sim que ela possa ser uma bebê de alta necessidade como poderia ajudar ela de uma forma ou de outra se socializar com os outros??

    Responder
  19. Juliana Salgado

    Minha segunda bebê de 2 anos é um bebê de alta demanda e levei muito tempo pra entender. Achava estranho nada dar certo com ela e fui atrás de tentar entender melhor. Acabei achando textos em inglês sobre o assunto e a ficha caiu. É puxado é exaustivo porque as demandas parecem nunca serem saciadas. A nessecidade de presença é constante e haja criatividade pra entreter. Comecei a ensinar as pessoas que sim ela é “bebê grudinho” porque simplesmente ela é e precisa ser respeitada. Não é fácil mas acredito que quando a gente se abre pra entender melhor a percepção deles a coisa flui. Que grupo de apoio é esse? Alguém sabe dizer?

    Responder
  20. Alice

    Isso é bom ou ruim pq a minha bebê se encaixa nesse perfil tem tds as características

    Responder
  21. Fernanda

    Aqui tbm tenho uma princesa de 2 anos e 8 meses, e é assim mesmo! Mas a pergunta que não quer calar: como proceder, além do carinho, amor, atenção e cuidados extremos que já temos??? A sensação é de impotência e culpa! Me sinto um desastre como mãe!

    Responder
  22. Daniely

    Eu Tenho com certeza um bebe de alta demanda, ela tem 2 anos e 6 meses, desde que nasceu me exige muito mesmo, ainda mama no peito, na maioria das vezes só dorme em cima de min e se encaixa em todas as características, eu voltei a trabalhar quando ela tinha 7 meses não foi fácil e não é até hoje tentei adaptar em uma escolinha com 11 meses e acabei desistindo e fiz outra tentativa agora com 2 anos e acreditem estou em adaptação escolar a 6 meses tem dias que as coisas até funcionam e outros voltamos praticamento ao zero, é muito frustante até no psicologo a escola me encaminhou para levar ela, mas hoje tenho mais clareza de que ela tem essa necessidade. E eu estou passando um dia de cada vez para conseguir administrar minha vida. pode me indicar algum grupo de ajuda!!

    Responder
  23. Brígida

    Minha bb se encaixa em quase todas características. Ela tem 11 meses nunca dormiu uma noite inteira. Até estando no peito ela acorda gritando e chorando. Quer mastigar o tempo todo, todo papel que encontra mastiga, é agoniada se não fizer se coisas na hora que ela quer é cada grito. E eu nunca dei essa liberdade esse costume de exigir. Jamais ela fica parada nem se distrai com nada por muito tempo. Mais de um mês e não se adaptou na creche. Não sei oque fazer

    Responder
  24. Indira Reis

    Se vc acha que se pode conversar, compreender, explicar ou distrair o seu filho quando ele está tendo um ataque, então ele não é high need. Já tentei todas as técnicas possíveis e imagináveis com a minha filha de 2 anos e nada funciona. Assim desde as primeiras horas que nasceu. Eu aprendi que as vezes a única coisa que eu posso fazer é deixar ela chorar e ficar observando para que ela não se machuque. Levei ela em médicos e especialistas que nunca nem tinha ouvido falar (como um osteopata) em busca de respostas para qualquer que fosse o problema. A resposta veio com o livro do Dr Sears. Aprendi a transformar aquela sensação de impotência em resignação e esperar que ela melhore com 3 anos (como o Dr Sears cita no livro dele foi a idade em que a filha dele melhorou e se tornou mais independente).

    Responder
  25. Daniela Almeida Costa

    Aqui tenho um com todas as características. Vai fazer 7 meses semana que vem. Estou sem forças. Não sei o que fazer. Não tenho vida. Está pesado. Eu vou para os lugares achando que vou descansar, que as pessoas vão pegar ele, mas ele simplesmente piora na rua. Não vai para ninguém, nem para o pai, grita de chorar até que eu pegue. O que fazer eu não sei. Mas se tiverem grupo de ajuda ou QQ coisa, me informem por favor

    Responder
  26. Natalia

    Genteeee! Só faltou falar o nome do meu filho, pois ele é EXATAMENTE assim!!!! Estou chocada e assustada kkkkkk acho que não estou sabendo lidar!!!

    Responder
  27. Erika Duarte

    Acabo de descobrir, nesta leitura, que me caçula é um bebê High Need. Queria ter descoberto 2 anos antes!
    Queria que esta descoberta me trouxesse uma solução mais palpável para minha família e principalmente eu não ficar sempre tão esgotada.
    Obrigada pelo artigo. Ainda sem uma solução foi de grande ajuda.

    Responder
    • Erica

      Genteee meu filho tem 1 ano e 5 meses ele e Todo assim ele e muitooo nervoso so quer ficar no peito bate em Todo Mundo que tenta pegar ele eu nao sei oque fazer ‘”SERA QUE TENHO QUE PROCURAR UM MEDICO PRA ELE'”
      Me de uma dica por favor

      Responder
  28. Karina

    A minha primeira filha era assim… Todas as características .. hj ela tem 13 anos e saudável.. inteligentíssima
    Aí eu fiquei com tanto trauma q. Disse q nunca mais iria ter outro filho….pois eu estou aqui com uma criança de 3 anos igualzinha a primeira ..kkkkkkk vai passar..

    Responder
  29. Leo Lopes

    Temos uma bebe com todas estas características, o q fazer?

    Responder
  30. Aline Murgu

    Olá, meu bebê tem um ano e nove meses e acabei de descobrir esse termo, de bebê de alta demanda… o meu não tem todas as características, por exemplo, sempre dormiu bem, mas é bem agitado e super apegado comigo… eu trabalhava fora e ele se adaptou bem na escolinha, mas saí do serviço há um mês e agora o grudinho se intensificou kkkk o que eu sinto é que ele tem muito ciúme de mim, não aceita que eu converse com ninguém, fica gritando e chorando… acho que não tem o qye fazer, é o jeito deles,a gente é que precisa aprender a cuidar deles

    Responder
  31. Clara

    Meu bebê se identifica em quase todas essas características. Ele quando está em uma posição que acha desconfortável, pois se cansa facilmente das posições e temos que estar mudando o tempo todo, ou quando está com fome ou se sentir contrariado ele chora intensamente, com muita força, gritos altíssimos, parece que estamos matando (kkk), ele chega a perder o fôlego, é desesperador. Ele durante o dia da somente pequenos cochilos de 10/20 minutos, quando da, mas a noite ele dorme bem, em torno de umas 6 horas ininterruptas. Ele ama colo e detesta ficar deitado. Como não mama mais no peito, é tão agarrado comigo como com o pai e minha mãe. Ele se mexe muito e o tempo todo está com as mãos fechadas com força. Tem um sono bem agitado. Resumindo, ele se encaixa em 90% das características a cima. O que quero saber é como proceder? O que fazer? Como acalmar meu bebê, que só tem 3 meses e desde que nasceu já apresenta essas características? Até que idade o bebê apresenta essas características? Alguém do site pode esclarecer?

    Responder
  32. Elisangela Alves Martins

    Tenho uma bebe de 8 meses desde os 4 meses e assim me identifiquei muito não sei o que é dormir e o dia todo querendo.meu colo não fica com.ninguwm não consigo fazer nada nem tomar banho direito estou conseguindo estou me sentindo.sugada , cansada ela.e.muito nervosa se não gosta de algo grita se não deixar ela.pegar algo que quer fica super brava chora. Mama o tempo todo .

    Responder
  33. Ingrid

    Minha filha tem 1 e 8 meses,É não para quieta veio dormi a noite com 1 ano,ela sempre passava a noite acordada ia dormi já pela manhã,chora muito ,fala quase nada.ultimamente quer tá nos meus braços direto ,caso eu coloque ela no chão ela persiste chorando .tá tirando todas minhas energias e eu n sei oque ela tem.

    Responder
  34. Maria de Fatima Rossi

    E aí faz o que nessa situaçao q o bebe tem todas essas características, pra aliviar o bebe e os pais?

    Responder
  35. Cleo cardoso

    Um neto com TODAS as características!
    Depois de mais de 20 sobrinhos e dois filhos, achei que já conhecesse bebês suficientemente bem.
    Mas então chegou o Miguel e minha filha e genro seguem exaustos.

    Responder
  36. Eucilene

    Meu Deus o.meu bebê tem 6 meses e tem todas essas características nada tá bom pra ele, só quer tá no braço , tá sempre chorando muitas vezes nem o braço tá bom pra ele. Dorme muito pouco durante o dia, e a noite acorda de hora em hora , as vezes acorda os gritos chorando muito , quer tudo do geito dele muito malino e se n der oq ele quer chora, eu n sei mais oq fazer ando sem forças já, n tenho tempo pra nada tô esgotada.

    Responder
  37. Etiennete

    Minha bebê tem 4 meses e tem todos estes sintomas. Já levei a pediatra e nada.
    Achávamos que era APLV, o açúcar que eu consumo, o café… Já dei chá de erva-doce., camomila… Remédio para o estômago, mamar toda hora, colo 24hs, berço, cadeirinha vibratória… Nada dá certo por muito tempo.
    Esgotada!
    Estou pedindo sempre a ajuda de Deus para cuidar dela. E tadinha da minha filha Débora de 6 anos. Quase não tenho tempo pra ela.

    Responder
  38. mayannacostas@gmail.com

    Tenho um filho de cinco meses, desde o final do terceiro pro quarto ele é assim…possui todas as características… Como faço pra amenizar essa agonia.??

    Responder
  39. Joanely Menezes Moreira

    Pensei que era uma péssima mãe, já tinha lido sobre isso, mas olhando de novo depois de 2 anos e 3 meses, vejo quanto tudo está intenso… Juntando com a irmã são 4 anos de “puerpério”…

    Responder
  40. Thamires

    Bom dia.
    Meu bebê tem 1 ano e 3 meses e tudo que ele sabe fazer e gritar . Acorda gritando. Mostra coisas gritando . Quando está com fome pede gritando . Se saímos em lugares públicos até primeiro momento fica quietinho depois começa a gritar . Não sei mais o que fazer somos firmes não deixamos fazer coisas que ele quer difícil comunicação tentar distinguir o que ele tem se tudo ele grita. To desesperada não sei mais o que fazer.

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *