Estudos de diversas áreas, como psicologia e neurociências, apresentam a primeira infância como a etapa crucial para o desenvolvimento humano. Essa fase compreende o desenvolvimento cerebral, e, consequentemente, as conexões necessárias para os ganhos motores, cognitivos e socioemocionais. Esse período estende-se da gestação aos sexto ano de idade, sendo que no período de 0 a 1 ano o cérebro aumenta 110% e 75% da energia do bebê é voltada à formação cerebral.

Não é à toa que crianças são comparadas à esponjas de conhecimento. O aprender é o foco desses anos iniciais. E vemos, diariamente, bebês aprendendo coisas novas e superando obstáculos. Pensando em tudo isso, reunimos aqui os principais marcos do desenvolvimento infantil de 0 a 3 anos. Confira:

0 – 1 ano

O bebê se desenvolve intensamente de 0 aos 12 meses. Ao nascer, já é capaz de reconhecer a voz das pessoas que o cerca, e já pode se recordar de sons que ouvia na vida intrauterina, como a voz materna, por exemplo. Sua visão é desenvolvida ao longo dos meses, se tornando nítida apenas por volta do oitavo mês de vida. Os movimentos, inicialmente desordenados, aos poucos se tornam mais elaborados, finos, demonstrando interesse e intenção. O desenvolvimento do tônus postural possibilita o sustento da cabeça aos três meses, permitindo que a criança sente com apoio aos 6 meses, sem apoio aos 9 meses e possa manter-se em pé quando apoiada aos 11 meses.

1 – 2 anos

Em média, o bebê começa a andar com 1 ano e 3 meses, esse progresso permite que a criança consiga subir em móveis até 1 ano e 6 meses e correr e descer escadas até completar 2 anos. Também, entre esses 12 meses, normalmente ocorre o desmame. A criança mostra-se mais sociável e pode realizar pequenas atividades com ajuda, como se vestir, escovar os dentes, fazer um desenho. Quanto à fala, a criança entre um e dois anos está adquirindo vocabulário, e consegue arriscar alguns sons mais parecidos com palavras logo com 12 meses evoluindo, até aos 24 meses falar poucas palavras pontuais, e formar pequenas frases.

2 – 3 anos

A criança entre 2 e 3 anos mostra um melhor controle do seu corpo, o que permite o desfralde, que ela se alimente sozinha e tenha predileção pelo lado esquerdo ou direito do corpo. Nesse período, as crianças apresentam um maior domínio e entendimento da fala, assim, aos 3 anos, é comum que as crianças consigam cantar, contar histórias e manter pequenos diálogos. O tempo de concentração aumenta, assim as crianças conseguem aprender alguns conceitos, imaginar histórias e brincar com amiguinhos de forma lúdica e espontânea.

A primeira infância é a base para a vida adulta, é nessa fase que as crianças constroem e lapidam os suportes de confiança e pertencimento, vitais para os anos futuro, portanto os laços de afeto e carinho são tão importantes.

Aqui vão algumas dicas para estimular seu bebê:

0 – 3 meses

Converse e acaricie no seu bebê. O contato é essencial. Estimule seu filho a perceber da onde vem o som e a pegar objetos.

3 – 6 meses

Estimule o bebê a mudar de posição e interagir com diferentes brinquedos e objetos.

6 – 12 meses

Leia contos e histórias para o pequeno (conheça a Leiturinha, clube de livros infantis para pequenos de 0 a 10 anos!). Cante e ouça música (Conheça o PlayKids App, com vagões e jogos que estimulam a musicalização, como o Jogo Piano Maluco e o vagão do sono, que apresenta músicas de ninar). Ensine brincadeiras e gestos (dar oi, tchau, mandar beijo, bater palma). Apresente comandos simples “Pegue o brinquedo, pegue a colher”.

1 ano – 3 anos

Ensine diferentes palavras e contextos através de vídeos, livros, música e sentenças completas – Dica: Série “Eu amo aprender”, original PlayKids, apresenta cores, números e situações cotidianas para a criança. Estimule a criança a falar por si mesma, converse com a criança, não fale pela criança.

Permita que a criança brinque bastante, sozinha, com os pais, com outras crianças, deixe que ela explore o ambiente e os materiais, crie histórias, aprenda a dividir e viva o lúdico.

pequenas tarefas para o pequeno, permita que ela guarde os objetos após a brincadeira e tenha algumas responsabilidades.

Converse com o seu pequeno, e aproveite essa fase que passa tão depressa!

Leia também: 

Profile photo of Nathalia Pontes

Mestranda em Psicologia da Educação, Psicopedagoga e Escritora, acredita que aprender é uma combinação entre autoconhecimento, troca e curiosidade pelo novo. É apaixonada por educação, desenhos, viagens e literatura.